O Chelsea foi derrotado esta tarde pelo Tottenham. Numa espectacular partida de #Futebol, o dérbi londrino ficou marcado pelos 8 golos conseguidos e pela qualidade dos intervenientes. Com esta derrota, o Manchester City - que venceu o Sunderland por 3-2 - igualou o Chelsea na liderança da Premier League. O Southampton que vem sendo a grande surpresa da prova voltou a ganhar, desta vez ao Arsenal de Arséne Wenger, por 2 a 0. A equipa treinada por Ronald Koeman, antigo técnico do Benfica, e capitaneada pelo defesa central português José Fonte, ocupa a 4.ª posição com menos um ponto do que o terceiro, o Manchester United.

No White Hart Lane, casa do Tottenham, o ano não poderia ter começado de melhor forma para o Chelsea quando Diego Costa, com apenas 18 minutos decorridos no primeiro tempo, abriu o marcador.

Publicidade
Publicidade

Parecia que o Chelsea ia arrancar para mais uma vitória no campeonato mas a equipa da casa queria entrar em 2015 com o pé direito e transformou a alegria madrugador do azuis num verdadeiro pesadelo. Os quinze minutos finais do primeiro tempo foram, no mínimo, electrizantes. Harry Kane, à passagem da meia hora de jogo, igualou a partida e, Danny Rose e Andros Townsend - através de uma grande penalidade, aos 44' e 45' respectivamente, viraram o marcador para 3-1, resultado com que as equipas foram para o descanso.

Os azuis foram para o balneário surpresos pela reacção da equipa da casa e certamente pretendiam vir para o segundo tempo procurar outro resultado mas foi o Tottenham que chegou ao golo, o quarto, à passagem dos 52 minutos. Foi o segundo golo de Kane numa tarde memorável para o jovem avançado inglês.

Publicidade

Eden Hazard, aos 61', reduziu a desvantagem para 4-2 e Mourinho e seus pares voltaram a sonhar com a conquista de pelo menos um ponto que lhes permitiria continuar isolados na liderança do campeonato mas, aos 78', Nacer Chadli, fez o quinto do Tottenham. Esta era apenas a segunda vez que uma equipa de Mourinho sofria 5 golos num jogo. A outra foi pelo Real Madrid na casa do principal rival, Barcelona.

O capitão John Terry ainda conseguiu, aos 87', reduzir de novo a desvantagem e estabeleceu o resultado final em 5-3. Uma grande partida de futebol, com grandes golos, jogadas fantásticas, lances polémicos e muito mais. O ano de 2015, futebolisticamente falando, começou da melhor forma!!!