Aconteceu à quarta etapa o primeiro percalço para Paulo Gonçalves. O piloto português perdeu-se na primeira metade da especial, o que valeu a perda de quase 15 minutos para o primeiro da classificativa, o colega de equipa e também líder do Dakar, Joan Barreda (Honda). Com este tempo menos positivo, Speedy baixou para terceiro na geral a 20m29s do primeiro, tempo ainda ao alcance do motard de Esposende: “Hoje perdi-me na fase inicial e acabei por perder algum tempo para a liderança da corrida, mas fiquei contente porque na fase final ataquei e consegui recuperar os lugares do pódio”, referiu Paulo Gonçalves no fim da etapa.

Sorte diferente para Rúben Faria (KTM) que não perdeu o Norte e terminou o dia no quinto lugar a 10m55s de Barreda, resultado que lhe valeu a subida para o quarto posto da geral das motos a 23m05s do espanhol, dando sequência às últimas boas prestações neste Dakar.

Publicidade
Publicidade

Já Hélder Rodrigues foi 17º na etapa que ligou Chilecito e Copiapó, tendo terminado a 39m05s do primeiro, conseguindo ainda manter uma posição no top-10, sendo precisamente 10º classificado da geral.

Nos carros, destaque para Carlos Sousa (Mitsubishi) que fez o 11º melhor tempo da etapa, a 17m34s do vencedor do dia e líder Nasser Al-Attiyah (Mini). Com este resultado, o piloto luso subiu dois lugares, sendo agora 7º da geral a 59m26s do catari. Sousa ainda chegou a “preocupar” os seus seguidores, depois de não existir registo da sua passagem pelo Way Point (WP) 2, susto que não passou disso mesmo; algum tempo depois, o seu Mitsubishi já dava “sinal” nos WP 3 e 4. Ainda nos portugueses, Mário Patrão acabou a especial em 48º com 47m04s de atraso, estando agora na 35º posição da geral a 2h15m25s.

Publicidade

Esta etapa, que teve 315 quilómetros cronometrados, contou com problemas de vária ordem em alguns dos principais candidatos à vitória, como foram os casos de Carlos Sainz e Cyril Despres.

O Dakar segue já amanhã com a quinta tirada que vai arrancar de Copiapó até Antofagasta, num total de 458 quilómetros cronometrados, onde o calor vai fazer-se sentir em grande força. #Automobilismo