Mais uma vitória para a Honda neste Dakar, desta feita com o regresso de Joan Barreda aos triunfos. O espanhol precisou de 4h07m para completar os 371 quilómetros entre Calama no Chile e Salta na Argentina. O melhor português de hoje foi Rúben Faria que ficou em terceiro na etapa, tendo terminado a apenas 1m57s do primeiro. Com este regresso aos bons resultados o motard da KTM manteve o 7º lugar da geral a 1h41m do primeiro, Marc Coma.

Esta 10ª etapa não foi a ideal para Paulo Gonçalves, tendo o homem da Honda ficado em 5º da etapa, a 3m46s do primeiro, perdendo ainda 2m07s para Marc Coma e aumentando para 7m35s a distância para o líder da geral nas duas rodas.

Publicidade
Publicidade

Na regresso à Argentina, "Speedy" fez um balanço positivo da etapa, apesar do tempo perdido para o primeiro: "Foi uma etapa sem contratempos, saí atrás do Hélder Rodrigues e mantive uma toada assertiva até ao final. O Marc [Coma] saiu atrás de mim, apanhou-me e desde então seguimos juntos. Sei que vamos ter um pouco deste jogo até ao final, mas está tudo em aberto", afirmou o piloto da Honda à sua assessoria de imprensa.

Hélder Rodrigues, depois da vitória de ontem, foi nesta tirada o 7º mais rápido com 6m26 de atraso para Barreda. Com este tempo, o "Estrelinha" mantém o 12º posto da geral. A pior noticia do dia é o abandono de Mário Patrão que não conseguiu ultrapassar os problemas de hoje na injecção de combustível no motor da sua Suzuki. A 3 dias do fim, termina a prova para o motard de Seia.

Publicidade

Nos carros, mais uma etapa e mais um triunfo para Nasser Al-Attiyah, que no seu Mini pode hoje ter carimbado a sua vitória nesta edição 2015 do Dakar. O catari, além da vitória, "cavou" mais ainda a diferença para De Villiers e Al-Rajhi. Nos portugueses Carlos Sousa foi o 10º na etapa a 8m18s do primeiro, descendo de 8º para 9º da geral a pouco mais de Tem Brinke, actual 8º classificado. Já Ricardo Leal dos Santos foi o 17º nesta tirada, perdendo 14m15s para Al-Attyiah, sendo agora 26º da geral a mais de 11 horas do catari.

Concluída que está a primeira parte da etapa maratona, a segunda parte terá amanhã mais 351 quilómetros cronometrados entre Salta e Termas de Rio Hondo na Argentina. Faltam 3 dias para a chegada a Buenos Aires. #Automobilismo