Muitos jogos de ténis duram, às vezes, mais de três horas e requerem um grande número de repetições - não só no serviço de bolas, mas também em toda a ação de jogo, exigida em 130 metros quadrados de um meio-court, mais toda a área exterior ao mesmo. Esta é uma modalidade que, ao mais alto nível, pode ser considerada um desporto de endurance, que envolve os sistemas cardiovascular e respiratório. Mas se a ação de jogo consiste, principalmente, em movimentos rápidos e períodos explosivos de aceleração, seguidos de descansos, entre pontos e sets conquistados ou perdidos - baixando a intensidade -, que são sucedidos por novas acelerações, há também a força de braços, na devolução de bolas ao adversário.

Quanto à norte-americana, que só "serenou" depois de um cafezinho, parece ser uma tenista com os atributos principais todos maximizados. Mas aquela pausa, para beber um café, que a ajudou a virar o marcador, frente à italiana Flavia Penetta - até ali em vantagem -, não podia ter sido mais indiscreta. Uma apanha-bolas foi ao court, de copo na mão, depois de autorização da juíza que arbitrava a partida.

De acordo com a publicação Café&Médicine, sob a direção de Astrid Nehlig, do Instituto Francês de Saúde e Investigação Médica, no que diz respeito à performance desportiva, a cafeína funciona bem nos desportos de endurance ou nos desportos de equipa. Os seus efeitos são menos notados em exercícios de grande intensidade e curta duração. A sua ação explica-se, essencialmente, pelos seus efeitos centrais - neutralizadora dos recetores de adenosina, que reduzem a atividade motora, diminuem a frequência respiratória, ou induzem ao sono, por exemplo. Indiretamente, a cafeína atua também sobre a dor muscular, a atenção ou a vigilância, atrasando ainda a fadiga, permitindo a mobilização de reservas de energia e a melhoria da capacidade respiratória.

"Eu não tomei o meu café, de manhã, e estava a senti-lo... Perguntei-lhes se era legal, porque nunca tinha feito isto antes." Com a italiana desconfiada, tendo o café servido para recarregar as baterias da número um do mundo, a ingestão de cafeína, por atletas de alto nível, não pode ser considerada uma conduta dopante. "Foi um café milagroso", disse a tenista em tom de brincadeira.

A partida terminou 2-1, depois de Flavia Penetta ter vencido o primeiro set por 0-6 e Serena Williams a vencer os dois restantes [no conjunto, 0-6; 6-3; 6-0].