Há quem diga que quem sai aos seus não degenera. E esta expressão pode aplicar-se na perfeição a Victoria Ribeiro. Filha de Mário Jardel e Karen Gaidão, a jovem de 15 anos defende as cores do Lusófona Voleibol Clube e jogou este fim-de-semana o apuramento para o Campeonato da Europa de sub-18 por Portugal. A qualificação falhou mas Victoria deu nas vistas pela qualidade dentro da quadra.

Desde cedo habituada a conviver com o desporto, visto que o pai teve uma carreira de sucesso no futebol da Europa, em especial no FC Porto e no Sporting onde marcou 235 golos em 237, Victoria Ribeiro "bebeu" também da mãe o gosto e a apetência pelo voleibol.

Publicidade
Publicidade

Karen chegou a ser praticante da modalidade antes de enveredar pela carreira de modelo. A jovem que chegou a jogar futebol no Sporting, na altura que o "Super" Mário fazia magia no ataque juntamente com João Vieira Pinto, acabou por preferir o voleibol há nove anos, modalidade que curiosamente o pai, também praticou antes do desporto-rei. "Um dia a minha mãe perguntou-me se eu queria jogar voleibol e eu aceitei", afirmou em declarações à Confederação Europeia de Voleibol (CEV).

Com 1,80 de altura e um serviço potente, a jovem foi uma das 11 convocadas pela seleccionadora Gilda Harris para a Poule E de qualificação que se disputou na Eslováquia, mas o resultado não podia ter sido mais frustrante. Portugal falhou o acesso ao Campeonato da Europa de Cadetes Femininos por apenas um set, depois de vencer a turma da casa por 3-1, derrotar a Noruega por 3-0 e perder com a Itália por 0-3.

Publicidade

Apesar do objectivo assumido ser a conquista do segundo lugar - objectivo alcançado - o sonho comanda a vida e as jovens lusas acreditaram até ao fim que poderiam marcar presença no europeu.

Com uma ligação umbilical a Portugal, Mário Jardel volta agora a ser falado no nosso país. Desta vez não são os golos que marca que estão no centro da conversa, mas sim a sua sucessora. Chama-se Victoria Ribeiro, joga voleibol e, tal como escreveu Rui Veloso uma vez, "voa como o Jardel sobre os centrais".