Pela terceira época consecutiva, o Porto não consegue vencer na Madeira. Um golo de Bruno Gallo, ainda na primeira parte, valeu os três pontos para os madeirenses. Raul Silva estreou-se no Marítimo com uma grande exibição mas acabou expulso. Azuis podem ficar a 9 pontos da liderança, caso o Benfica vença amanhã em Paços de Ferreira no jogo que fecha esta jornada 18 da Primeira Liga de #Futebol.

O Marítimo entrou em campo esta tarde, no Estádio dos Barreiros, ciente do valor e da capacidade do adversário que tinha pela frente. Com uma aposta clara na solidez defensiva e em saídas rápidas para o contra-ataque, Leonel Pontes tentava segurar o meio campo criativo do Porto.

Publicidade
Publicidade

Os dragões tinham muita posse de bola mas não conseguiam traduzir esse domínio em oportunidades para marcar.

Aos 31 minutos surge o lance do jogo. Bruno Gallo, com um remate indefensável para Fabiano, abriu o marcador. Tudo começou num ataque rápido maritimista e terminou após Indi ter cortado o cruzamento de Edgar Costa para a entrada de área, onde estava Gallo para fazer mais um grande golo. Frente ao Braga, o brasileiro tinha já feito um belo golo naquela mesma baliza.

Só em cima do intervalo o Porto dispôs realmente da primeira oportunidade para marcar, mas aí apareceu Salin em grande plano. Essa defesa foi mesmo o cartão de apresentação para tudo o que o guarda-redes viria a fazer na segunda metade do encontro, que lhe valem seguramente o prémio de melhor em campo.

Durante o segundo tempo o Porto foi claramente superior, como lhe competia, mas o Marítimo mostrou-se sempre uma equipa capaz, segura e confiante, muito apoiada pelos seus adeptos.

Publicidade

Mas as coisas ainda complicaram mais para os verde-rubros, quando aos 77' Raul Silva viu o segundo amarelo e deixou a equipa reduzida a 10. Um final triste para uma estreia em grande plano do brasileiro de leão ao peito. Quem ainda não pôde fazer parte dos planos do técnico madeirense foram os também reforços Éber e Antônio Carlos. Repetiu-se o resultado do ano passado e é já a terceira época consecutiva em que o Porto não consegue vencer na Madeira.