Depois do Barcelona, também o Real Madrid poderá ficar impedido de contratar jogadores. A FIFA está a investigar o clube do Santiago Bernabéu para averiguar se este cumpriu estritamente as normas do artigo 19 do Regulamento sobre o Estatuto e a Transferência de Jogadores que proíbe o trespasse de menores de 18 anos, salvo algumas excepções. O diário desportivo espanhol As teve acesso à documentação com a qual o organismo presidido por Sepp Blatter deu início à investigação, que cataloga como estritamente confidencial. A FIFA instou a Real Federação Espanhola de #Futebol RFEF) a reunir toda a documentação sobre os estrangeiros menores de idade que jogam nas equipas com as quais o clube merengue tem acordos de colaboração e que, só na Comunidade de Madrid, são 22.

Publicidade
Publicidade

A FIFA pretende que a RFEF lhe envie informação económica dos clubes na órbita do Real Madrid, assim como uma lista de menores inscritos, com data de entrada e saída, a autorização dada pela federação e as entradas e saídas destes futebolistas nos últimos cinco anos, com a compensação económica paga ou recebida em cada caso. Por último, a FIFA adverte que "o clube está obrigado a colaborar no esclarecimento dos factos e o incumprimento desta obrigação pode trazer sanções por parte da Comissão de Disciplina da FIFA".

Na missiva enviada à RFEF, Kimberly Morris, responsável pela Integridade e Cumprimento da FIFA, instou a federação, no passado dia 17 de Dezembro, a entregar os dados antes de 14 de Janeiro. Jorge Pérez, secretário-geral da federação, comunicou essa exigência aos clubes 48 horas depois.

Publicidade

Segundo fontes consultadas pelo periódico, os serviços jurídicos do Real estiveram ao corrente da documentação enviada para Zurique.

Ainda está tarde, um porta-voz do organismo que tutela o futebol mundial confirmou a investigação: "A FIFA está actualmente a recolher informação e documentação para poder avaliar adequadamente este assunto. De momento, não foi aberto um procedimento disciplinar formal. Não podemos dar mais informação por agora". Também esta tarde, durante a apresentação do reforço Lucas Silva, Emilio Butragueño, director de relações institucionais do Real Madrid, comentou a notícia. "Em primeiro lugar, estamos de acordo com a FIFA neste assunto. Vamos continuar a colaborar com eles em tudo o que nos peçam. Estamos absolutamente tranquilos com os procedimentos do Real Madrid", declarou

O caso aberto pela FIFA coincide com a febre de contratações no clube nas últimas semanas, nas quais assegurou os serviços de Peeters, Asensio, Martin Odegaard e Lucas Silva. Batalla, do River Plate, e Mastour, um jovem de 16 anos de origem marroquina que pertence ao Milão, estão a ser negociados.

Publicidade

O Barcelona foi sancionado pela FIFA no passado mês de Abril e está proibido de contratar jogadores nacionais e estrangeiros até 1 de Janeiro de 2016, precisamente pela inscrição e contratação irregular de jogadores menores de 18 anos entre 2009 e 2013. Tal como aconteceu com o Barça, também a investigação que a FIFA agora iniciou sobre a contratação de menores por parte do Real Madrid é consequência de uma denúncia anónima. Atlético de Madrid, o Valência e o Rayo Vallecano também estarão a ser investigados.