Foi com um três golos sem resposta que o Académico de Viseu recebeu e venceu neste domingo o Desportivo das Aves por 3-0. Numa partida a contar para a ronda 21 da Segunda Liga portuguesa, o brasileiro Dalbert Henrique esteve em destaque, não só pela exibição de grande nível, mas também pelo golo de levantar o estádio que marcou à passagem do minuto 11. A cerca de 30 metros da baliza, o brasileiro encheu o pé e bateu Quim, que seguiu a bola apenas com os olhos.

Estava dado o mote, com os academistas a dominarem a seu bel-prazer um adversário que chegou ao Estádio do Fontelo sem ganhar desde 29 de Novembro (vitória 2-3 em Olhão) e ainda sem treinador, depois do despedimento de Fernando Valente.

Publicidade
Publicidade

Já os de Viseu, com três triunfos nos últimos cinco jogos, pressionaram alto e foi com naturalidade que chegaram ao golo da vantagem. Com o mesmo onze que tinha empatado a zero frente ao Olhanense, os pupilos de Ricardo Chéu cedo perceberam que tinham de ser pacientes para entrarem nas linhas recuadas do Aves. Ainda antes do intervalo, o minuto 42 teve dupla influência no resto do jogo. Primeiro, pela expulsão de Miguel Vieira, que viu o vermelho directo depois de agredir Eridson, e depois pela consequente grande penalidade que Luisinho transformou de forma superior, ampliando a vantagem para 2-0.

O segundo tempo não foi mais do que o cumprir de uma mera formalidade, com o Desportivo das Aves sem armas nem argumentos para rematar à baliza de Ivo Gonçalves (mero espectador) e com o Académico a somar oportunidades para fazer o 3-0.

Publicidade

Golo que acabaria mesmo por chegar aos 54 minutos através de Clayton Leite que, na cara de Quim, não falhou e definiu o resultado final.

Já com a derrota consumada, o treinador do Aves fez entrar Caballero e André Costa, que fizeram mais em 15 minutos que os colegas de ataque (jogo muito fraco de Platiny), mas o placar acabou por não mexer mais, confirmando a quarta vitória de Ricardo Chéu ao leme do Académico (3ª em casa). Desde a chegada do novo treinador os viseenses ainda não sofreram qualquer golo em casa e estão agora a "apenas" 9 pontos dos lugares de subida. Eram 14 de distância quando Ricardo Chéu regressou a uma casa que agora vê "crescer" Dalbert Henrique, um menino brasileiro eleito o melhor lateral esquerdo da Segunda Liga em 2014 e que hoje voou na vitória frente ao Aves.

Académico: Ivo Gonçalves; Tomé; Tiago Gonçalves; Eridson (Tiago Borges 63'); Dalbert (Ricardo Ferreira 73'); João Ricardo; João Coimbra (Filipe Nascimento 58'); Clayton Leite; Tiago Almeida; Luisinho; Sandro Lima. Treinador: Ricardo Chéu.

Desportivo das Aves: Quim; Leandro; Romaric; Miguel Vieira; Jorge Ribeiro; Diogo Pires; Grosso (Junior Pius 46'); Luís Manuel; Pedro Pereira (André Costa 65'); Renato Reis; Platiny (Caballero 57'). Treinador: Vítor Gomes.

Árbitro: Manuel Oliveira (AF Porto)

Marcador: 1-0 Dalbert, 11'; 2-0 Luisinho (GP) 42'; 3-0 Clayton Leite 54'; #Futebol