O treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone protagonizou um dos momentos polémicos na derrota da sua equipa contra o FC Barcelona. Foi na passada quarta-feira (28) que o Atlético de Madrid recebeu, no estádio Vicente Calderón, o FC Barcelona, em jogo a contar para os quartos-de-final da Taça do Rei (competição espanhola) que a equipa orientada por Luís Enrique venceu por 2-3. Este resultado permite à equipa Catalã carimbar a passagem para as meias-finais desta prova.

Considerada por muitos uma final antecipada da Taça do Rei (recorde-se que o Real Madrid já foi eliminado) o jogo resume-se essencialmente à primeira parte, onde foram apontados todos dos 5 golos da partida.

Publicidade
Publicidade

Se do lado do FC Barcelona Neymar esteve em destaque pelos dois tentos apontados, no Atlético de Madrid o principal destaque vai para Gabi pelos piores motivos, ao ser expulso durante o intervalo do jogo.

Com a expulsão e o resultado desfavorável, Diego Simeone optou por resguardar a equipa de uma potencial goleada, abdicando do partir em busca do golo.

Depois de uma primeira parte de grande intensidade e muitos golos, a segunda parte acabou por não trazer nada ao jogo, para além de alguns desentendimentos entre jogadores de ambas as equipas. A equipa de Diego Simeone foi admoestada com 14 cartões ao longo do jogo, dois deles vermelhos.

Se na segunda parte do jogo não houve grandes motivos de relevo, o que veio após o apito final foi um autêntico "espetáculo de variedades". O treinado argentino do Atlético de Madrid foi apanhado pelas câmaras a fazer uma "manguito" ao árbitro, enquanto o perseguia a pedir justificações pelas decisões tomadas durante a partida.

Publicidade

O jogador madrileno, Arda Turan, foi também protagonista de um momento insólito ao atirar uma chuteira na direção de um dos árbitros assistentes. Fica a dúvida se a intenção do jogador turco era acertar ou não no assistente.

Quem não quis ficar fora deste "espetáculo" foi Cristian Ansaldi. O lateral argentino do Atlético Madrid foi detido pela polícia, depois de se ter envolvido numa discussão com agentes no exterior do estádio, tendo ainda rejeitado ser identificado. O jogador foi detido e levado para a esquadra para prestar declarações, tendo entretanto sido libertado. Ansaldi está sujeito a pagar uma multa entre 18 mil aos 90 mil euros, e ser suspenso por um período máximo de seis meses. #Jogos #Futebol