Os jogadores do Irão que se encontram a disputar a Taça Asiática foram ameaçados com sanções se posarem para selfies com fãs do sexo feminino. O presidente do comité de disciplina da Federação Iraniana de #Futebol lançou um sério aviso aos atletas sobre os riscos envolvidos em tirar fotografias com mulheres. "Elas [fãs femininas] podem, mais tarde, vir a usar essas imagens para fins políticos contra o nosso país ou processar os jogadores por assédio", disse Ali Akbar Mohamedzade ao jornal iraniano Shahrvand. Deixou clara a proibição: "Se os jogadores se recusarem a agir de acordo as nossas instruções, que são claras, então não teremos outra opção que não seja lidar com eles".

Publicidade
Publicidade

Há dezenas de milhares de iranianos expatriados a viver actualmente na Austrália, onde a Taça Asiática se está a disputar, e as leis sobre a segregação com base no género que existem nos eventos desportivos no Irão não se aplicam no país dos cangurus. As estritas leis sobre o dress code das mulheres do país do Médio Oriente também não têm qualquer efeito em terras australianas, o que tem deixado os responsáveis iranianos à beira de um ataque de nervos. Principalmente quando observam publicações nas redes sociais em que aparecem as estrelas da selecção nacional ao lado de mulheres vestidas com trajes de Verão, o que seria impensável no país. Um dos jogadores mais procurados pelas iranianas é Alireza Haghighi, guarda-redes do Penafiel.

As leis de segregação sexual proíbem as mulheres de assistir a jogos de homens no Irão, onde as imagens de adeptas vestidas de forma "inapropriada" têm sido censuradas pelos órgãos de comunicação social que estão a fazer a cobertura da (boa) prestação que equipa orientada pelo português Carlos Queirós tem vindo a fazer na prova.

Publicidade

Aliás, o antigo treinador da equipa das quinas também já foi abordado por Mohamedzade. "Tive de contactar o seleccionador nacional e questionei-o sobre este assunto e ele negou explicitamente ter aprovado a publicação dessas selfies nas redes sociais", afirmou o dirigente.

Dentro do campo, o Irão derrotou hoje os Emirados Árabes Unidos, no Suncorp Stadium, por uma bola a zero, e garantiu o primeiro lugar do Grupo C da Taça da Asiática. Reza Ghoochannejhad - craque da equipa - apontou o golo da vitória, aos 90 minutos. O conjunto orientado por Carlos Queirós vai agora medir forças com o segundo classificado do Grupo D desta prova.