Grécia é a segunda aventura de Vítor Pereira fora do território nacional, depois de uma experiência pouco feliz e pacífica na Arábia Saudita. O técnico luso foi anunciado nesta quarta-feira à tarde como o novo treinador do Olympiacos, da Grécia. O antigo técnico do FC Porto sucede assim no cargo ao espanhol Michel, que o ocupou durante 23 meses, onde, curiosamente, chegou para substituir o também ele treinador português, Leonardo Jardim, em 2012/2013 tendo este depois ido treinar o Sporting Clube de Portugal. A equipa que Pereira vai treinar está actualmente no segundo posto do campeonato grego de #Futebol e a um ponto do líder, PAOK. Contudo, o clube de Pireu ainda não revelou os pormenores sobre a duração do contrato com o treinador português.



Vítor Pereira tem 46 anos e regressa assim ao activo depois de ter deixado em Maio do ano passado o Al-Ahli Jeddah, da Arábia Saudita por divergências com os dirigentes e outros membros daquele clube. Exemplo disso, é aquele bem conhecido vídeo de Vítor Pereira numa conferência de imprensa a discutir com o tradutor, quem não se lembra? O percurso como técnico começou ainda na categoria de adjunto no Arrifanense, em 1999/2000. Na época seguinte entrou no FC Porto, também na mesma categoria de adjunto nos juniores A dos azuis e brancos, e por ai ficou até 2002. Em 2002/2003 inicia a carreira como técnico principal no Padroense. Na temporada a seguir, regressa aos dragões para treinar os juniores C. A meio da época 2004/2005 vai treinar a Sanjoanense. Seguem-se duas épocas no Sporting de Espinho.

Em 2007/2008 volta a treinar os juniores C do FC Porto.

Publicidade
Publicidade

Volta a sair desta vez para os Açores, comandando os destinos do Santa Clara. Volta em 2010/2011 como adjunto ao FC Porto na equipa técnica orientada por André Villas Boas. Após a saída deste para o Chelsea, em Inglaterra, Vítor Pereira assume o comando técnico do seu clube do coração - o FC Porto. Conquistou dois campeonatos nacionais, onde em 60 jogos só perdeu por uma vez. A juntar à sua vitrine de prémios, estão ainda duas Supertaças Cândido de Oliveira e ainda a conquista de um Nacional de Juniores C. Nos últimos tempos o seu nome foi associado a vários clubes ingleses, como o Everton ou o Crystal Palace. Correu também a notícia que teria um pré-acordo com o Sporting. Contudo, o seu futuro passa pela Grécia nos próximos tempos, naquela que é a sua segunda aventura fora de Portugal.