Dez anos depois de ter saído do Grémio para o #Futebol Clube do Porto, Anderson está de volta ao Brasil e a Porto Alegre, mas para defender as cores do grande rival, o Internacional. Apresentado oficialmente à comunicação social numa conferência de imprensa que decorreu em pleno Estádio Beira-Rio, o médio de 26 anos mostrou-se ambicioso e prometeu entrega total ao "Colorado". Com um contrato de quatro anos, o Golden Boy de 2008 provocou o seu antigo clube, afirmando que quer ganhar títulos no seu país, porque pelo Grémio só venceu a Série B.

Anderson vai receber cerca de 170 mil euros mensais, além de um prémio de assinatura de 1 milhão e 300 mil euros, que vão ser pagos ao longo dos quatro anos de contrato.

Publicidade
Publicidade

O médio mostrou-se feliz e justificou o regresso a casa: "Voltei para ficar mais perto da minha família, das minhas filhas. Hoje o meu clube é o Inter e estou muito feliz. Prometo troféus. Quero ganhar a Taça dos Libertadores, o Campeonato Brasileiro, porque eu só tenho o da Série B, e agora quero ganhar um pela Série A e um Gaúcho, que ainda não tenho", disse aos jornalistas.

Depois de quase 8 anos de ligação ao Manchester United que, recordamos, pagou pelo brasileiro cerca de 35 milhões de euros em 2007, o médio regressa ao Brasil, de onde saiu com apenas 18 anos para jogar em Portugal. Depois de muitas esperanças depositadas por Alex Ferguson, que o adaptou a posições mais recuadas no terreno, Anderson foi perdendo espaço no plantel dos "Red Devils" que, depois de emprestarem o canarinho à Fiorentina, quiseram "despachar" aquele que foi considerado em 2008 como o futebolista jovem mais promissor do mundo.

Publicidade

Com um vasto currículo, ainda antes de sair para o FC Porto, Anderson foi o herói do Grémio ao conquistar a Série B (Segunda Divisão), depois de ter sido figura de destaque nesse campeonato, onde a "torcida" do tricolor gaúcho não esquece o jogo da última jornada em que, frente a Náutico, o Grémio venceu, mesmo com quatro jogadores expulsos. Já em Portugal, o médio conquistou em duas temporadas dois títulos de campeão nacional, uma taça de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira. Pela equipa do Manchester United, Anderson arrecadou quatro títulos de campeão inglês, duas taças da liga, cinco supertaças, uma Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes. Mas o "museu" do médio não fica completo sem antes serem referidas as conquistas pelo Escrete, no qual venceu a Copa América e conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Pequim 2008.

Considerado um herói no Grémio, clube de onde diz ter entrado e saído "pela porta da frente", Anderson entrou no rival e a provocar, sendo expectável que esse estado de graça, que durou cerca de 10 anos, mude radicalmente, e de herói, o médio de 26 anos, passe a vilão do tricolor gaúcho.