#Sporting e #Benfica empataram, no último domingo, a um golo, na 20.ª jornada do campeonato. Um resultado que permite aos encarnados manter a distância de sete pontos para o rival da 2.ª Circular, ainda que agora o FC Porto, segundo classificado, esteja a apenas quatro pontos de distância. Mas, além dos factos óbvios do ´derby´ de domingo, cujos golos foram marcados por Jefferson, aos 87 minutos, e Jardel, aos 90+3, o ´Blasting News´ traz-lhe mais meia dúzia de curiosidades em torno do eterno clássico do #Futebol português. Além da coincidência dos dois golos da partida terem sido apontados por dois jogadores brasileiros que chegaram a Portugal para representar o mesmo clube - o Estoril, precisamente o emblema onde despontou Marco Silva, enquanto treinador -, os marcadores foram também...

Publicidade
Publicidade

dois defesas. De resto, desde 1979/1980 que dois defesas, um de cada equipa, não marcavam no mesmo 'derby', em jogos a contar para o campeonato português.

E se os clássicos do nosso futebol são cada vez mais uma constelação de estrangeiros, a verdade é que é preciso recuar até 2003/2004 para se encontrar o último ´derby´ onde os golos foram apontados por dois brasileiros.  Depois do empate no Estádio da Luz, na primeira volta do campeonato, a partida de Alvalade terminou novamente com uma igualdade, graças ao golo de Jardel no último lance da partida. E, com este resultado, o Sporting 'fechou as contas' perante o grande rival, não somando qualquer derrota. Para se encontrar semelhante registo, é preciso recuar até 2007/2008, a última vez que os leões não perderam qualquer jogo frente às águias. 

Para Marco Silva, porém, o amargo de boca trazido pelo golo tardio de Jardel é ainda maior.

Publicidade

É que, naquele que foi o seu sexto jogo como treinador contra o Benfica, o agora técnico do Sporting não conseguiu quebrar a malapata: Marco Silva nunca venceu os encarnados.  Porém, o facto do Sporting ter somado, pelo menos, um ponto, permitiu-lhe continuar a ser, precisamente a par do Benfica, uma das duas únicas equipas do campeonato invictas no seu estádio. Mais: com o golo de Jefferson, os leões mantiveram a tendência de marcarem golos em todos os jogos realizados no Estádio José Alvalade para o campeonato. 

Finalmente, em relação ao Benfica, que entrou e saiu de Alvalade como líder isolado do campeonato, o empate, ainda que com sabor a vitória pelas condições em que foi alcançado, trouxe um dado preocupante: nos três jogos já realizados na segunda volta, a equipa orientada por Jorge Jesus já perdeu tantos pontos como em toda a primeira volta do campeonato. Depois da derrota em Paços de Ferreira, o empate em Alvalade - jogos dos quais resultam em cinco pontos perdidos.