Caiu que nem uma bomba no #Futebol espanhol. A brigada anti-corrupção está a investigar Miguel Archanco, ex-presidente do Osasuna. Na base do problema está a tentativa de suborno e compra de resultados em alguns jogos no final da temporada passada. Em causa estão 1,5 milhões de euros que foram usados pela anterior direcção do clube navarro. Num processo que está a escandalizar a opinião pública em Espanha, as consequências estão já atingir outros emblemas.

Em causa estão vários jogos, entre os quais o Espanyol - Osasuna, partida que terminou com um empate 1-1. Também o Bétis de Sevilha foi envolvido neste caso, existindo fortes indícios de que os jogadores Antonio Amaya e Jordi Figueras receberam 250 mil euros para que o jogo entre os andaluzes e o Valladolid acabasse com uma vitória da turma de Sevilha.

Publicidade
Publicidade

Este seria um resultado que deixaria tudo em aberto para a última ronda do campeonato espanhol. O Bétis, já com a descida consumada, acabou por vencer por 4-3.

Além da falada compra de resultados, tudo indica que existem movimentos de contas que a polícia está a investigar e que até ao momento ainda não foram justificados pelo Osasuna. Também a própria liga profissional já foi chamada a depor, não sabendo igualmente a origem e destinatários de tão avultadas transferências de dinheiro.

Espanyol e Bétis negam acusações. Actual direcção do Osasuna lamenta situação

Os recentes acontecimentos desenrolaram-se a um ritmo alucinante, e por isso mesmo os clubes envolvidos não perderam tempo a negar o envolvimento neste caso de resultados combinados. Os catalães do Espanyol falaram pela voz do seu vice-presidente, Rafael Entrena, que sublinhou que o emblema defende a "pureza" da competição, agora e sempre.

Publicidade

Já o Bétis informou que abriu uma investigação aos dois jogadores que supostamente receberam dinheiro, bem como a outros atletas que compunham o plantel da temporada passada.

Num processo que pode conhecer novos "intervenientes" a qualquer momento, o caso pode envolver mais de 50 jogadores em vários clubes. O futebol espanhol está em choque com mais este caso que mancha de forma muito carregada a verdade desportiva, daquele é considerado por muitos, como o melhor campeonato do mundo.