É nestas alturas que vemos quem é que tem raça para vencer um jogo de #Futebol ou não. Neste caso, a vitória não chegou. Mas não chegou por má sorte. O FC Porto entrou dominante na partida, mas sofreu aos 11 minutos um golo que surpreendeu até mesmo os adeptos suíços em St. Jakob Park. Dénis, ex-benfiquista, marcou o primeiro golo do encontro. No entanto, seria a única vez que a bola se iria aproximar da baliza de Fabiano.

O Porto retomou o controlo do jogo, e mesmo após um golo anulado (por alegado fora-de-jogo de dois jogadores azuis e brancos que taparam a visão do guarda-redes), a formação de Julen Lopetegui chegou ao empate, aos 78 minutos. Danilo converteu a grande penalidade que iria dar a tranquilidade aos portistas, após mão na bola de Walter Samuel. O resultado permaneceu intacto até ao final do jogo.
O próximo encontro realiza-se no Dragão, sendo que o FC Porto já leva uma vantagem (ainda que escassa) e terá de de a manter ou melhorar para que possa passar à próxima fase. 


Após o jogo, as reações foram todas unânimes: o FC Porto merecia mais perante um adversário que não criou qualquer oposição, que não teve garra nem vontade de vencer, um adversário que, ao contrário do jogo com o Liverpool, se deixou andar sem causar qualquer estrago na defesa. Mérito para a muralha portista também que esteve impecável (tirando o golo que, verdade seja dita, caiu do céu) e mérito para Lopetegui, que soube decifrar o jogo e executar as substituições mais oportunas. Perante uma arbitragem "estranha" e uma equipa que literalmente "estacionou o autocarro", a eliminatória ficou bem encaminhada e agora é tempo de pensar no confronto com o Boavista e Sporting. 


Para finalizar, uma vénia aos cerca de 6000 adeptos (em alguns sites os números aproximam-se dos 10.000) portistas que fizeram barulho em St. Jakob Park e que apoiaram de forma invejável a sua equipa.


Nota final para Óliver Torres, que voltou a lesionar-se no ombro que já tinha deslocado na terceira jornada do campeonato nacional. Apenas um milagre o põe em campo segunda-feira, para o Dérbi da Invicta, que na primeira volta custou dois pontos aos dragões.