Caiu com estrondo o campeão. A equipa de sub-20 do #Sporting foi este fim de semana surpreendida em pleno Pavilhão Paz e Amizade pela AJAB Tabuaço. Numa partida em que, naturalmente, eram favoritos, os leões nunca conseguiram ultrapassar a bem organizada equipa viseense, que depois de chegar à fase final, continua a surpreender. Com este triunfo por 2-5, a equipa tabuacense torna-se a primeira a infligir o amargo sabor da derrota aos verde e brancos, que já não perdiam desde 28 de Junho de 2013.

Numa partida que até começou com o Sporting a adiantar-se, os pupilos de Samuel Pinto conseguiram empatar e levar o encontro para o intervalo com 1-1 no marcador.

Publicidade
Publicidade

Com um bloco mais baixo e a apostar em transições rápidas, a AJAB Tabuaço silenciou os adeptos leoninos presentes em Loures quando carimbou a cambalhota no resultado no início do segundo tempo, numa jogada de puro contra-ataque. Em vantagem no marcador, os jovens viseenses ganharam confiança, e perante um Sporting que procurava o empate, chegou ao 1-3, num passe comprido do guardião da AJAB para o seu companheiro que, depois de receber no peito, atirou para o fundo das redes leoninas.

Já a apostar o tudo por tudo no 5 contra 4, o Sporting ainda conseguiu reduzir a desvantagem no marcador para 2-3 através do seu capitão Erick Mendonça, mas uma vez mais o emblema tabuacense voltou a surpreender os leões e em duas recuperações de bola fechou o placar no 2-5 final. Este resultado, além de surpreendente, merece todo destaque não só por ter sido a primeira derrota do Sporting neste escalão sub-20 nos últimos 20 meses, mas também porque o emblema leonino tem “passeado” superioridade em todos os pavilhões por onde tem passado e frente a todos os adversários que tem defrontado.

Publicidade

Aposta na formação que dá frutos e abre portas aos mais jovens

Com apenas 15 anos de existência, a AJAB Tabuaço tem marcado pontos época após época. Sinónimo dessa aposta assertiva e pensada nos sectores de formação está a recente chamada de um jogador à Selecção portuguesa de sub-17. Pedro Ferraz é neste momento a “cara” de um projecto que quer ir mais além e que está a demonstrar que um clube do interior e sem grande capacidade financeira pode, com os recursos da “casa”, fazer bons resultados e, quem sabe, almejar a atingir outros patamares. Para quem pensa que a vitória frente ao Sporting foi uma mera coincidência, desengane-se.