José Viterbo, de 52 anos, é a grande sensação da jornada e uma cara desconhecida do #Futebol profissional português. Natural de Coimbra, o técnico principal da Académica sub-23 assumiu provisoriamente o comando de equipa profissional após a demissão de Paulo Sérgio. Já confessou que está a viver dias mágicos. Com o clube que sempre vibrou, estreou-se na 1.ª liga, dando a 2.ª vitória à Briosa no campeonato.

Treinador há 25 anos, dedica a sua vida profissional ao mais importante clube conimbricense há 15! Passou ainda por clubes muito modestos como Fátima, Pampilhosa, Tocha ou Eirense. Após alguns anos de ausência, regressou esta temporada para orientar os sub-23. Contra qualquer expectativa, alguns meses depois foi chamado para liderar a equipa principal. Cada jogo até ao final da temporada será uma batalha dura. O encontro em Estoril era mais uma prova de fogo: e os adeptos da "Briosa" só admitem um resultado - vencer. Os fracos resultados obtidos semanas a fio, aliados à fraca qualidade de jogo e ao fato do novo treinador ter poucos dias de treino com o plantel, gerava enorme descrença. Porém, o treinador mostrou-se sempre otimista e humilde, manifestando ainda vontade de conquistar os 3 pontos para dedicar ao seu antecessor.

O novo mister tem um importante fator a seu favor: é um homem da casa. Aí estava a nova Académica a mostrar garra. Durante os 90 minutos assistiu-se a um treinador interventivo. No final da partida, a vitória sorriu aos de Coimbra (2-1)! A Académica manteve a vantagem pontual (de 1 ponto) para Penafiel, ganha vantagem ao Gil Vicente (1 ponto) e aproxima-se de Arouca e Vitória de Setúbal (está a 1 ponto). Saiu nesta jornada da linha de água. A chegada a Coimbra foi de festa. Os adeptos esperaram na Academia Dolce Vita, até às 22h50, para agradecer ao plantel e ao técnico. Os fãs estão rendidos e já lançaram uma petição que visa convencer o presidente José Eduardo Simões a manter José Viterbo, pelo menos até maio, como líder da equipa principal.

Alguns minutos após o jogo, o treinador disse aos jornalistas que o seu futuro passa pelo que a direção entenda ser o melhor para a Académica. Para já continua na 1.ª liga, mas a única certeza que tem é que vai estar sempre disponível para assumir qualquer equipa dos "estudantes", sempre com a mesma dedicação.

Colegas de curso

José Viterbo obteve o 4.º grau de treinador juntamente com um dos mais conceituados técnicos mundiais: José Mourinho, atual manager do Chelsea. Da turma também faziam parte outras caras conhecidas, como José Couceiro (que curiosamente foi o seu adversário no seu primeiro jogo na liga) e José Peseiro.