Promete ser a contratação do século em África. Bento Kangamba confirmou ontem aos microfones da Televisão Pública de Angola - TPA, que o astro brasileiro Ronaldinho Gaúcho está garantido. O actual jogador do Querétaro viaja para Luanda em Junho. Assim que termine o seu contrato com o emblema mexicano, "Dinho" vai assinar pelo Kabuscorp do Palanca.

Num namoro antigo, mas assumido por parte do emblema da capital angolana, o presidente do Kabuscorp garantiu que é já "uma certeza" que, daqui a sensivelmente 4 meses, o vencedor por duas vezes da Bola de Ouro vai vestir de encarnado e branco. Num processo que se iniciou em Outubro do ano passado, o líder máximo do emblema do Palanca teve um papel fundamental na vinda do brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Numa "operação" complexa e que, recordamos, já tinha dado frutos em 2012, quando Rivaldo (outro craque canarinho) chegou ao Estádio dos Coqueiros. Bento Kangamba chegou mesmo a deslocar-se no fim de 2014 ao Brasil para falar directamente com o irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho, Roberto Assis (antigo jogador de Sporting e Estrela da Amadora).

Com a vida de Ronaldinho complicada no México, ainda se especulou que o astro canarinho chegaria já em Fevereiro para vestir a camisola do Kabuscorp, mas tal só irá acontecer em Junho: "É uma certeza que Ronaldinho vem. Estamos a negociar e digo, estamos, porque ele primeiro tem de terminar o contrato [Junho] que tem para depois vir para o nosso seio. Podem-me perguntar porque não fui buscar o Abel ou o Joaquim aqui ao Girabola e fui buscar o Ronaldinho, e eu respondo, fui buscá-lo porque quero qualidade no meu clube", afirmou Bento Kangamba à TPA.

Publicidade

Meyong e portugueses à espera de Ronaldinho

Confirmada que está, pela boca do presidente, a vinda do craque canarinho, à sua espera no plantel do Kabuscorp estão vários jogadores portugueses e um velho conhecido do #Futebol nacional, Albert Meyong. O avançado camaronês está a cumprir a terceira temporada com as cores do emblema do Palanca e vai, ao que tudo indica, ter uma companha de "ouro" na frente de ataque do clube da capital angolana. Também à "espera" de Ronaldinho estão os lusos Élio Wilson, Cláudio Borges, Paulo Alves e Jaime Poulson (ex-Paços de Ferreira).

A cerca de quatro meses da data anunciada, tudo ainda pode acontecer, mas a garantia está dada e de forma oficial. A partir de Junho, Ronaldinho faz as malas para embarcar para Luanda e defender as cores do Kabuscorp do Palanca. Será caso para dizer: é preciso ver para crer, ou neste caso, Bento Kangamba pagar para "Dinho" jogar.