Foi hoje anunciada a mudança de nome da Primeira Liga para "Liga NOS". O novo nome passa a ser usado já a partir da próxima jornada (a 20.ª) que começa no dia 7 de fevereiro. Apesar do valor do acordo não ser conhecido, tanto o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Luís Duque, como o CEO da NOS, Miguel Almeida, referem ser o suficiente para salvar a primeira liga portuguesa. Este acordo será válido por 3 anos e meio, ou seja, o nome "Liga NOS" irá manter-se até ao final da temporada 2017/18.

Esta parceria não dá apenas nome à liga ou dinheiro para os cofres da LPFP, dá também meios técnicos e soluções tecnológicas que permitem melhorar a experiência dos adeptos e dos clubes na Liga.

Publicidade
Publicidade

Assim, a NOS vai tratar de todos os grafismos dos jogos, permitindo aproximar a experiência o mais possível à marca. De recordar que a NOS detém 50% da SportTV.

Quem se mostrou satisfeito foi o presidente do Futebol Clube do Porto (FCP), Pinto da Costa, que adianta que "este patrocínio é fundamental para a sobrevivência da Liga". Para o presidente do FCP, "nos últimos anos passou um tufão pela Liga" e que um parceiro assim "dá prestígio à competição", remata. Quem também esteve na apresentação do novo nome foi o presidente do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes, que adianta ser "este o caminho que os clubes pretendem seguir".

O investimento da NOS não surpreende os mais atentos. A ZON já tinha dado nome à liga em temporadas anteriores, mais recentemente em parceria com a Sagres. A principal operadora portuguesa aproveita, também, o desinvestimento gradual feito pela MEO no que toca a futebol, notório com a retirada do seu logótipo das camisolas dos 3 principais clubes da liga.

Publicidade

A marca, que resultou da fusão entre a ZON e a Optimus, assume, cada vez mais, o nome dos mais diversos eventos portugueses. Depois de já ter um grande portefólio na música com o "NOS Alive", "NOS Primavera Sound", "NOS em Debandada" ou "NOS Discos", assume agora uma posição principal no futebol português.

#Negócios