O #Futebol é isto mesmo. Quando tudo indica que algo está prestes acontecer, um único lance pode ditar o resultado uma partida que durou mais de hora e meia. Se o derby lisboeta, de ontem, entre #Sporting e #Benfica foi paupérrimo em termos exibicionais, com muitas poucas notas de registo, os últimos minutos do encontro foram de alta tensão e verdadeiramente emotivos. O Sporting colocou-se em vantagem no final, mas o derradeiro lance do encontro foi uma “facada” nas aspirações do Sporting na luta pelo título nacional.

O clássico começou sem grandes percalços de maior, apenas com algumas ausências por confirmar até perto do apito inicial: Slimani do Sporting e Gaitán do Benfica. Estádio cheio e duas equipas a lutar pelos seus objectivos.

Publicidade
Publicidade

O Sporting, em perseguição a Porto e Benfica, necessitava de um excelente resultado para reentrar na corrida pelo campeonato e a equipa leonina, ciente disso, desde o início assumiu as despesas do jogo e revelou uma faceta mais ofensiva. O Benfica, destacado no primeiro lugar, tinha como principal objectivo garantir pontos neste duro duelo, assumindo uma postura muito mais defensiva, em relação a outros jogos.

Com um domínio controlado por parte do Sporting, as ocasiões foram poucas e o futebol pouco atractivo. Ao intervalo o empate aceitava-se, pois apesar de ter mais bola, a equipa leonina não conseguiu desequilibrar uma equipa coesa do Benfica, que cometeu poucos erros e não mostrou descompensações defensivas. Cedo se percebeu que o Benfica não estava disposto a correr riscos, apostando mais no contra-ataque e convidando o Sporting a “fazer pela vida”.

Publicidade

Com um início de 2º parte lenta, o Sporting foi aumentando a pressão, lançando pedras ofensivas como foi o caso do jovem Mané. Contudo, o jogo caminhava rapidamente para o seu término e ao Sporting o empate não servia.

Num lance bem construído, aos 86 minutos, Jefferson aproveitou bem uma recarga e colocou os leões em vantagem, levando o estádio ao rubro. Com os 3 pontos quase garantidos, o Sporting apenas precisava de segurar o resultado por mais dez minutos. Mas, no último lance do jogo, num balão lançado para o coração da área sportinguista, Jardel conclui da melhor forma uma jogada confusa, revelando a crueldade e injustiça do futebol, ingredientes que cativam milhões de adeptos. Assim, no topo da liga, o Benfica mantêm os 7 pontos de vantagem para o seu rival, mas perde terreno para o Porto, que depois desta jornada está somente a 4 pontos da liderança.