O Paris Saint-Germain (PSG) eliminou ontem o Chelsea nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, depois de arrancar um empate 2-2 em Londres. Em destaque esteve David Luiz, antigo jogador dos "Blues", que marcou um dos golos que afastaram a equipa treinada por José Mourinho. Numa relação que se degradou na temporada passada, o central canarinho saiu em confronto com o técnico português e depois de afirmar que o "Special One" não é especial para si, deu a resposta dentro de campo às críticas que sofreu do seu antigo técnico. A vingança serve-se fria, foi o que terá pensado o brasileiro.

David Luiz foi muitas vezes criticado publicamente por Mourinho durante a temporada passada; acusado de ser indisciplinado tacticamente, o brasileiro acabou vendido no final da temporada aos parisienses, num negócio que rendeu muitos milhões de euros (50!) aos cofres do Chelsea.

Publicidade
Publicidade

No entanto, e já fora do seu "radar", por várias vezes o técnico luso lançou farpas ao central canarinho comparando-o por exemplo com Matic: "Felizmente este ano já podemos contar com Matic na Liga dos Campeões. No ano passado tinha que jogar com David Luiz a médio defensivo, porque atrás os riscos eram maiores", disse "Mou" esta temporada.

Numa relação que tem tido alguns episódios pós-separação, esta semana foi a vez do próprio David Luiz afirmar de viva voz que Mourinho não é especial para si, confirmando o que todos já sabiam: que entre os dois não ficou nada de bom para contar. No entanto, a resposta às críticas que recebeu do seu antigo treinador foi dada dentro de campo e no próprio palco onde jogou nas últimas temporadas. Com 1-0 no marcador, e já bem próximo do fim do jogo, David Luiz subiu à área do Chelsea e desferiu um potente cabeceamento que só parou no fundo das redes de Courtois.

Publicidade

De punho fechado, o canarinho correu e festejou um golo que lhe valeu pela vida.

A festa brasileira-parisiense compôs-se ainda mais no prolongamento, quando Thiago Silva voltou a empatar o jogo, que acabou por confirmar o apuramento do campeão francês e o consequente afastamento do Chelsea nesta fase da Liga dos Campeões. No final da partida José Mourinho até admitiu que a passagem do Paris Saint-Germain foi justa, mas voltou a apontar a sua frustração contra David Luiz, sugerindo que o central seja castigado em vez de Ibrahimovic (viu um vermelho directo na primeira parte), alegando que o brasileiro agrediu Diego Costa. Esqueceu-se Mourinho, das agressões que o seu próprio avançado "distribuiu" durante os 120 minutos em vários homens do PSG. A vingança foi servida bem fria e David Luiz voltou a sorrir em Stamford Bridge. #Futebol