Qual suspense de Hitchcock. O ambiente na sala de imprensa do circuito de Sepang estava tenso. Os rumores eram muitos sobre se Fernando Alonso teria ou não superado as provas médicas para regressar ao volante do seu monolugar. A confirmação apareceu logo de seguida e "colada" ao sorriso do asturiano: "Sou o homem mais feliz do mundo", disse o piloto da McLaren. O espanhol dissipou ainda todas as versões acerca do acidente, afirmando que nunca acordou 20 anos atrás no tempo, nem falou italiano no momento que recuperou os sentidos.

Assim que recebeu o "selo" dos médicos da FIA em como está apto para voltar à competição, o ambiente desanuviou de imediato naquele espaço na Malásia.

Publicidade
Publicidade

Alonso de sorriso aberto, respondeu a todas as questões, principalmente as relacionadas com o pós-acidente: "Nem acordei a falar italiano nem com um discurso de quem tinha recuado a 1995, é mentira", disse o asturiano. Reafirmando que está física e mentalmente recuperado do grave acidente que sofreu contra a curva número 3 do Circuito de Montmeló, em Barcelona, Fernando Alonso foi mesmo a grande figura de uma conferência de imprensa conjunta onde também estavam Sainz, Rosberg e Raikkonen, mas onde grande parte das perguntas foram dirigidas ao espanhol.

Direcção bloqueada na origem do acidente

Afirmando uma vez mais que se lembra de tudo, menos das quatro horas em que esteve inconsciente no hospital, Fernando Alonso recordou o momento do acidente: "Lembro-me de tudo. Lembro-me como circulava, dos tempos por volta, do setup, do carro e até do Vettel que vinha atrás de mim".

Publicidade

Já sobre a origem do acidente, Alonso foi claro, afastando as primeiras versões da McLaren relacionadas com o vento: "Tive um problema no carro que me bloqueou a direcção e fui directo contra a parede. Se tivesse desmaiado antes tinha ido em linha recta e não foi o que aconteceu. Ainda não conseguimos perceber o que causou o bloqueio mas estamos a investigar", disse Alonso que também aproveitou para reforçar toda a confiança na sua equipa. Passado o susto aí está ele, Alonso vai voltar e promete estar mais forte que nunca. #Automobilismo