Jorge Jesus está a cada dia que passa a ser mais cobiçado. Desta feita, depois do Barcelona surgem ecos de que o treinador português interessa a dois clubes ingleses: Arsenal e Manchester City. Em Londres parece que o reinado de Arsène Wenger está a chegar ao fim e, por isso, os responsáveis do Arsenal procuram um novo técnico para liderar a equipa e metê-la na senda dos títulos nos próximos anos. Da cidade de Manchester, e depois de mais um falhanço europeu e do campeonato inglês de #Futebol estar, praticamente, entregue ao Chelsea de José Mourinho, já há quem no City queira apostar no carismático técnico do #Benfica para comandar a resolução que os adeptos ambicionam para a sua equipa.

Publicidade
Publicidade

Após as notícias que davam conta da proximidade do Barcelona com Jorge Jesus, surge agora o interesse de dois gigantes ingleses. O interesse britânico em Jesus não é inédito, dado que o Liverpool esteve interessado nos préstimos do "mister" natural da Amadora no final da temporada 2009/2010, quando se sagrou campeão pela primeira vez no Benfica. Desta forma, aos 60 anos, esta seria a primeira época internacional do técnico português.

Recordar que no final da última época (2013/2014) o Milão mostrou interesse em Jorge Jesus, mas acabou por não haver acordo. Entretanto, o treinador luso ficou a orientar os destinos dos encarnados, embora nos últimos tempos tenha aberto a porta de saída. Tudo começou na cerimonia de apresentação do livro "Jorge Mendes, o Agente Especial", onde o antigo avançado de clubes como o Belenenses, Sporting Farense ou Vitória de Setúbal, entre outros, disse que gostaria de ser um dos melhores de sempre, mas para isso acontecer teria de sair de Portugal "Ambiciono ser sempre um dos melhores do mundo.

Publicidade

Para ser isso acontecer, terei de sair do país. Aqui dentro já ganhei, felizmente, tudo o que havia para ganhar e como tal, também procuro novos desafios", afirmou.

No caso de se confirmar a saída de Jesus no próximo Verão, seria o final de uma união que dura já há seis anos com o Benfica, onde ganhou dois campeonatos, uma Taça de Portugal, quatro Taças da Liga e uma Supertaça. A nível europeu, destaque para a participação das águias em duas finais da Liga Europa, em dois anos seguidos.

A chave da possível saída de Jorge Jesus do Benfica está no empresário, Jorge Mendes, que é amigo pessoal de Joan Laporta, candidato indicado como possível vencedor das eleições no Barcelona. Todavia, e como já foi referido, Inglaterra também é hipótese para o treinador luso. Tudo depende dos próximos meses e dos resultados que o Man City e os Gunners tiverem nos próximos tempos, na primeira liga inglesa.

Acreditando nos rumores a que a comunicação social dá eco, esta seria a estreia de Jorge Jesus, como técnico principal, fora de portas, e logo aos 60 anos de idade.

Publicidade

Também no último ano se falou num possível interesse do Valência, mas sem fundamento dado que Nuno Espirito Santo, ex-técnico do Rio Ave, foi o escolhido para ocupar o lugar e para já os resultados têm sido do agrado dos responsáveis e adeptos do clube ché.