Os adeptos do Real Madrid ficaram à beira de um ataque de nervos depois de saberem que o Atlético de Madrid é o próximo adversário na Liga dos Campeões Europeus, na sequência do sorteio realizado hoje pela UEFA, na Suíça. Trata-se de novo duelo na Champions depois da final realizada em Maio do ano passado, com o Real Madrid a festejar a conquista do décimo título no Estádio da Luz, após vitória por 4-1. Mas, depois deste desafio, a equipa de Cristiano Ronaldo não voltou a somar qualquer triunfo nos seis encontros seguintes disputados diante dos "colchoneros". Neste ciclo, o Real Madrid não conseguiu mais do que dois empates, enquanto o Atlético de Madrid, onde actua o português Tiago, somou quatro triunfos.

Publicidade
Publicidade

O pesadelo começou na Supertaça de Espanha, conquistada pelo conjunto que ganhou novo fulgor desportivo desde que começou a ser treinado por Diego Simeone. A 19 de Agosto do ano passado, as equipas empataram a um golo, na sequência dos remates certeiros de James Rodríguez e Raúl Garcia. No jogo da segunda mão, o Atlético de Madrid venceu, em casa, por 1-0. Mandzukic apontou o único golo da partida. Menos de um mês mais tarde, no mítico Santiago Bernabéu, Ronaldo fez jus à fama de goleador, mas Turan e Tiago, que imitou o compatriota, confirmaram a vitória por 2-1.

Má entrada em 2015

No início deste ano, o Real Madrid, em casa, não conseguiu mais do que a igualdade a dois golos. CR7 voltou a marcar, depois do tento de Sérgio Ramos, mas Fernando Torres, verdadeiramente indomável, assinou dois golos depois de voltar ao seu clube de sempre.

Publicidade

2-2 foi o registo final, o que ditou a continuidade dos "colchoneros" na Taça do Rei. Antes, na primeira mão, o Atlético de Madrid confirmara a superioridade ao ganhar por 2-0, com golos de Raúl Garcia e de Giménez.

Goleada inesperada

Se o cenário era mau para a equipa de Carlo Ancelotti, o pior aconteceu em novo duelo no campeonato espanhol, a 7 de Fevereiro. O Atlético de Madrid ganhou por 4-0, com novo golo de Tiago e remates certeiros de Saul, Griezmann e Mandzukic. #Futebol