Oito jogos, oito vitórias. É este o balanço muito positivo de Carlos Dunga desde que regressou ao comando técnico do Brasil. Desta feita na reedição dos oitavos-de-final do último Campeonato do Mundo, o Escrete venceu o Chile por 1-0 com o golo a ser apontado por Roberto Firmino aos 71' a passe de Danilo. Numa exibição de gala do lateral direito do FC Porto, a Canarinha voltou a mostrar bom #Futebol e segue triunfante nesta fase pós-Mundial. Depois da vitória frente à França, ainda alguém se lembra dos 7-1 frente à Alemanha?

Num jogo muito disputado, roçando mesmo a agressividade excessiva em alguns momentos, os chilenos queriam corrigir a derrota a meio da semana frente ao Irão de Carlos Queiroz.

Publicidade
Publicidade

Com um onze de luxo com Alexis Sanchez, Vidal, Bravo e Medel, Jorge Sampaoli queria "vingar" a eliminação nos penáltis na última Copa, mas pela frente encontrou um Brasil que, mesmo com algumas segundas escolhas demonstrou que está confiante e de volta aos melhores tempos. Liderados, claro está, pelo génio de Neymar, Dunga mudou quase tudo do meio-campo para a frente, apostando em Souza (ex-FC Porto), Fernandinho, Douglas Costa, Coutinho e Luiz Adriano. No entanto foram os repetentes e mais categorizados que fizeram a diferença.

Num Estádio Emirates em Londres com 60 mil nas bancadas, Neymar deu um autêntico show nos primeiros 10 minutos, sempre com os chilenos a abusarem das entradas mais duras. Com 0-0 ao intervalo, um resultado injusto para o Brasil que já havia desperdiçado boas oportunidades por Douglas Costa e também pelo craque do Barcelona, o segundo tempo trouxe uma selecção chilena mais afoita no ataque e com Alexis Sanchez a querer deixar a sua marca no jogo.

Publicidade

Mas foi na melhor fase do Chile que o Brasil marcou. Numa grande arrancada de Danilo pelo seu flanco, o lateral do FC Porto serviu em bandeja de ouro Roberto Firmino, que na cara de Bravo "só" teve de encostar para o golo canarinho. Aos 71' da partida, o avançado do Hoffenheim, que entrara à hora de jogo, inaugurava o marcador na casa do Arsenal. Até ao final os chilenos ainda tentaram de tudo para almejar o empate mas sem sucesso, acabando mesmo o triunfo por sorrir ao Escrete que segue assim 100 por cento vitorioso desde que Carlos Dunga reassumiu o comando técnico do Brasil.

Nota de grande destaque para Danilo, que depois de ter recebido nos últimos jogos a confiança do seleccionador, demonstrou nas últimas duas partidas o seu real valor. Tanto frente à França, a meio da semana, como este domingo, com o Chile, já se viu o melhor Danilo, tanto a defender como a atacar. Parece estar finalmente encontrado o novo lateral direito do Brasil.