As últimas atitudes dentro das quatro linhas, e fora delas, protagonizadas por #Cristiano Ronaldo, têm sido motivo de debate e muita polémica em Espanha. Desde reacções contra a própria claque merengue, comportamentos de desprezo para vários colegas de equipa e reacções impulsivas no contacto com os jornalistas, Cristiano Ronaldo precisa urgentemente de ajuda de um psicólogo, segundo a imprensa catalã.

Ronaldo está em baixo de forma, somando exibições invulgares para um jogador da sua categoria e, para o "Mundo Desportivo", o problema do português pode ser meramente psicológico, afirmando que os seus comportamentos recentes revelam uma clara instabilidade emocional.

Publicidade
Publicidade

O diário desportivo recorreu a vários psicólogos desportivos, de forma a encontrar algumas respostas. "Os psicólogos analisaram os gestos de Ronaldo e concluíram que o jogador lida mal com situações de stress, frustração, momentos de alta tensão e sofre de um grave problema de irritabilidade", lê-se na edição de hoje do jornal ligado ao Barcelona.

Com o clássico entre Real Madrid e Barcelona à porta, um jogo decisivo que irá colocar uma das equipas na liderança isolada da liga, este tipo de "ataques", que visam destabilizar o clube da capital, não é caso único. Contudo, desta vez, esta investigação realizada pelos jornalistas catalãs têm algum fundamento e é facilmente sustentada. Ronaldo desrespeita jornalistas e adeptos e, dentro de campo, ridiculariza os seus colegas de equipa, quando estes falham algum lance ou, pasme-se, marcam um golo, que segundo o melhor do mundo, deveria ser dele ou para ele.

Publicidade

Apesar de todas as polémicas recentes, Ronaldo já habituou todos os adeptos de #Futebol a responder às acusações em campo, carimbando jogadas e golos de outro nível. Nos últimos jogos, o português já voltou a marcar, mas as suas exibições terão que ser mais esclarecedoras e decisivas, numa altura que o Real Madrid entra numa fase decisiva da temporada. Toda esta história entrará num crescendo se a equipa merengue perder contra o Barcelona, porém se o contrário se verificar, tudo será esquecido e Ronaldo será novamente elevado a herói.