A recepção ao Braga, a contar para a 25.ª jornada da Liga Portuguesa de #Futebol, é considerado por muitos o jogo do título, ou não fosse o Braga a única equipa a vencer por duas vezes o Benfica, nesta época. Marcado pela eliminação da taça de Portugal aos pés do Braga, o #Benfica chega a este jogo na condição de líder isolado, com 4 pontos de avanço sobre o segundo classificado. Uma vitória neste jogo será determinante nas aspirações benfiquistas, que, além dos três pontos, ganham ânimo para as restantes jornadas.

Numa época em que tem marcado muitos golos, as atenções vão para o sector defensivo que tem estado irrepreensível, sendo neste momento a segunda melhor defesa.

Publicidade
Publicidade

Embora o Benfica seja líder com 62 em 24 jornadas, os jogos com as características do duelo com o Braga são jogos extremamente difíceis e o clube da Luz normalmente vacila. O objectivo traçado de vencer todos os jogos, até o duelo com o Futebol Clube do Porto e ser campeão em casa frente ao seu mais directo rival, depende muito deste jogo. Podemos até dizer que é o jogo do tudo ou nada, mais conhecido pelo "mata-mata".

Uma derrota pode pôr em causa a época do Benfica, como já aconteceu em épocas anteriores, nas quais a equipa perde rentabilidade quando joga sobre pressão do resultado. Os adeptos não deixam os créditos por mãos alheias, e o resultado é uma enchente já confirmada, com perto dos 65 mil espectadores. O grande número de assistências tem sido uma constante nesta época, e digamos desde já que o "12.º jogador" tem marcado presença.

Publicidade

A média é de 37000 adeptos nas jornadas já realizadas em casa, sendo a melhor casa os cerca de 62000 que assistiram ao Benfica - Sporting.

Arredado da taça de Portugal e também das competições europeias, o Benfica aposta forte na conquista do bicampeonato, assim como na taça da liga, para dar alegria à sua massa associativa e aos milhões que acompanham o clube. A equipa apresenta-se na máxima força e com vontade de ultrapassar este difícil obstáculo, para assim manter distância dos seus mais directos perseguidores.