O capitão dos estudantes, Marinho, lesionou-se no jogo da última jornada, diante do Moreirense. Vai ter de ser sujeito a uma cirurgia porque contraiu uma rotura do ligamento cruzado anterior no joelho direito. Deste modo, o jogador de 31 anos só voltará aos relvados quando a próxima época, que se avizinha, já estiver a decorrer. Marinho está em Coimbra há quatro épocas, sendo um titular indiscutível.

Apesar da temporada não estar a correr de feição à formação academista, o "pequeno" extremo tem estado em plano de evidência com as suas exibições e alguns golos importantes. Já leva 3 para o campeonato e um na taça da Liga. O emblema da cidade dos estudantes informou neste sábado, num comunicado, que a paragem prevista do futebolista nunca será inferior a 6 meses, daí que a presente temporada tenha acabado mais cedo para Marinho, que só voltará a jogar em meados de Outubro, deste presente ano.

José Viterbo, o actual técnico da Académica, já veio a público lamentar esta perda importante para a equipa.

Publicidade
Publicidade

"É o nosso capitão, estava numa forma fantástica. É um rude golpe nas nossas aspirações, mas com coragem e força de vontade daremos a volta para dedicar cada ponto conquistado não só aos nossos adeptos mas também ao Marinho, que bem merece. É um exemplo para todos", afirma.

Mário Rui Correia Tomás, mais conhecido por Marinho, no mundo do #Futebol, nasceu em Lisboa a 26 de Abril de 1983, tendo feito a sua formação no Sporting, onde chegou a jogar na equipa B na época 2001/2002. Na temporada seguinte esteve no União de Santiago. Seguiram depois passagens por clubes como o Vilafranquense e o Olivais e Moscavide. Entre 2006 e 2008, joga pelo Fátima, onde começa a dar nas vistas mas é na Figueira da Foz, ao serviço da Naval, que Marinho "ganha calo" e reputação no futebol nacional.

Publicidade

Nesse clube esteve quatro épocas.

Chegou a Coimbra, onde se iniciava a temporada 2011/2012 e desde então quase nunca saiu do onze titular, apesar das mudanças de treinador que iam ocorrendo nesta instituição desportiva e histórica do nosso país - a Académica de Coimbra. E foi com o "pé direito que Marinho" entrou neste clube, pois logo na temporada de estreia conquistou a Taça de Portugal, diante do Sporting. O único troféu que tem, para já, no seu currículo.