"O número 1 está de volta! A Ferrari está de volta!". Foram estas as primeiras palavras ouvidas por Sebastien Vettel depois de concluir em primeiro lugar o circuito do GP da Malásia, e foram do chefe da escuderia italiana, Mauricio Arrivabene. O alemão conseguiu contrariar a teoria e superar os Mercedes de Lewis Hamilton (2.º classificado) e Nico Rosberg (3.º), estreando-se a vencer pela Ferrari no segundo Grande Prémio da temporada 2015 de Fórmula 1. Vettel, que já foi tetracampeão pela Red Bull, classificou este triunfo como "um sonho tornado realidade".

Pode dizer-se que a vitória do alemão no circuito de Sepang se deve tanto à mestria do piloto (capaz de manter um ritmo impressionante) como à luta estratégica entre as escuderias, onde a Ferrari levou devencida a Mercedes. Logo no início da corrida, com a entrada do safety car, a Mercedes optou por antecipar a primeira paragem de Hamilton e Rosberg.

Publicidade
Publicidade

Já a Ferrari decidiu manter Vettel na pista, o que permitiu ao alemão agarrar a liderança.

Quando o piloto da Ferrari reentrou depois de parar na 38.ª volta, Lewis Hamilton seguia com uma vantagem de 10 segundos. Então, surpreendentemente, a Mercedes obrigou o inglês a parar para colocar um novo jogo de pneus, muito mais duros do que seria suposto. Hamilton não se inibiu: "Vocês escolheram os pneus errados!". A estratégia acabaria mesmo por não funcionar e o actual campeão mundial acabou a 8 segundos de distância de Vettel. Nico Rosberg completou o pódio, seguido por Raikkonen (Ferrari) e Bottas (Williams). Destaque para o sétimo lugar de Verstappen (Toro Rosso) que assim se tornou no mais jovem piloto de sempre a pontuar num GP de Fórmula 1, e para o abandono de ambos os carros da McLaren (Alonso e Button não puderam prosseguir na prova devido problemas mecânicos).

Publicidade

Classificação

1º Vettel (Ferrari ) 1h 41:05.793 
2º Hamilton (Mercedes) + 0:08.569 
3º Rosberg (Mercedes) + 0:12.310 
4º Raikkonen (Ferrari ) + 0:53.822 
5º Bottas (Williams) + :10.409 
6º Massa (Williams) + 1:13.586 
7º Verstappen (Toro Rosso) + 1:39.085 
8º Sainz (Toro Rosso) +1 Volta 
9º Kvyat (Red Bull) + 1 Volta 
10º Ricciardo (Red Bull) + 1 Volta 
11º Grosjean (Lotus) + 1 Volta 
12º Nasr (Sauber) + 1 Volta 
13º Perez (Force India) + 1 Volta 
14º Hulkenberg (Force India ) + 1 Volta 
15º Merhi (Marussia) + 3 Voltas 
Maldonado (Lotus) Abandonou 
Button (McLaren) Abandonou 
Alonso (McLaren) Abandonou 
Ericsson (Sauber) Abandonou 
Stevens (Marussia) Não partiu

Hamilton e Mercedes continuam líderes

No campeonato de pilotos, é Lewis Hamilton (43 pontos) quem continua à frente. Com a vitória na Malásia, Vettel atinge os 40 pontos, seguido na terceira posição por Rosberg (33). Felipe Massa (Williams) é o 4.º classificado, com Kimi Raikkonen a fechar o top 5.

Publicidade

Já no que toca à competição entre construtoras, a Mercedes lidera com 76 pontos. No segundo lugar, surgem os 52 pontos da Ferrari, com a Williams no terceiro posto (30 pontos amealhados). #Automobilismo