O #Benfica lidera a I Liga portuguesa, com 4 pontos de avanço sobre o segundo classificado, FC Porto, e 12 de vantagem sobre o Sporting, que fecha o pódio. Com nove jornadas pela frente e 27 pontos em disputa, a decisão quando ao campeão parece estar para longe, ainda para mais se atentarmos ao facto de se ir disputar um Benfica-FC Porto, na 30.ª jornada. Já o Sporting, com grande dose de otimismo, poderá olhar apenas para o segundo posto, tendo para isso de realizar um final de prova irrepreensível (leia-se nove vitórias) e esperar por diversas "escorregadelas" dos azuis e brancos (por exemplo três derrotas, ou então dois empates e duas derrotas).

Publicidade
Publicidade

Chegados a este quadro, importa fazer uma comparação com o que se passava na época passada, nesta mesma fase da temporada. De referir que em 2013/14 o campeonato tinha apenas 30 jornadas e, por isso, faltavam jogar apenas cinco encontros, pouco mais de metade do caminho que falta percorrer desta vez.

Tal como atualmente, era o Benfica o líder e com uma prestação muito parecida. As águias contavam com 64 pontos, apenas menos 1 do que na atual campanha. Ainda assim e apesar de se dizer frequentemente que este Benfica é muito menos espetacular, os números parecem desmenti-lo, pois os encarnados já marcaram 62 golos, tendo sofrido apenas 11, enquanto na época transata, a diferença de golos era de 48-15.

Em 2013/14, era o Sporting o principal adversário da formação de Jorge Jesus.

Publicidade

Decorridas 25 jornadas, a equipa de Leonardo Jardim ocupava a segunda posição e somava 57 pontos, menos 7 do que as águias. A prestação de Marco Silva é inferior à de Jardim: menos 4 pontos, descida para o terceiro posto e pior na diferença de golos: 46-22, contra 47-17.

A grande diferença face a 2013/14 é estabelecida pelo FC Porto. Na época passada, a equipa orientada por Paulo Fonseca e, posteriormente, por Luís Castro, estava completamente arredada da luta pelo título e o segundo lugar não passava de uma miragem, face aos 15 e 8 pontos de diferença para Benfica e Sporting respetivamente. Eram 49 os pontos somados, contra os 61 na atual campanha. Sem surpresa, é também estabelecida abissal diferença no que toca à diferença de golos: 57-10 em 2014/15, contra 45-20 em 2013/14.

Analisando o que ainda falta disputar na atual edição do campeonato, o Benfica tem cinco jogos em casa e quatro fora. Aparentemente, são três os testes de maior grau de dificuldade: Rio Ave, na próxima ronda (fora), FC Porto (na Luz) e V. Guimarães (fora). O FC Porto disputará quatro encontros no Dragão e cinco como visitante. E será fora de casa que a equipa de Julen Lopetegui poderá encontrar mais dificuldades, nomeadamente frente ao Nacional, já na próxima jornada, e ainda Rio Ave, Benfica e Belenenses. O Sporting também disputará quatro desafios em casa e cinco como forasteiro. No plano teórico, V. Guimarães e Sp. Braga (casa), Paços de Ferreira, Moreirense e Rio Ave (fora) poderão complicar as contas de Marco Silva. #Futebol #F.C.Porto