O Manchester United quer #Cristiano Ronaldo de volta a Old Trafford e já estará mesmo em contacto com Jorge Mendes, o "superagente" que representa o jogador do Real Madrid, para dar conhecimento do seu interesse. Segundo a imprensa britânica, os red devils estarão dispostos a oferecer a CR7 um salário anual de 14 milhões de libras (mais de 19 milhões de euros) e um contrato de quatro temporadas para ter o craque português novamente vestido de vermelho. Ao Real, o Manchester está a preparar uma proposta de 80 milhões de libras (quase 110 milhões de euros). David de Gea pode fazer o percurso inverso.

O treinador do United, Louis van Gaal, terá à sua disposição cerca de 200 milhões de euros para reformular o plantel no próximo Verão.

Publicidade
Publicidade

Valor que poderá ainda aumentar, em função das vendas que o clube possa vir a fazer. Um dos que estará de "malas aviadas" é Angel Di María. O antigo jogador do Benfica mudou-se para Inglaterra depois de uma brilhante época ao serviço do Real Madrid e da selecção argentina - que culminou com a vitória na Liga dos Campeões e um impressionante percurso até à final do Mundial do Brasil - mas não tem mantido o mesmo nível exibicional em terras de sua majestade, para desespero do técnico holandês. Outros nomes sonantes, como Fellaini ou mesmo Robbin van Persie, podem seguir o mesmo caminho.

A transferência de Ronaldo, de acordo com o que foi publicado pelos meios britânicos, nomeadamente o Daily Express, oscilará entre os 65 e os 80 milhões de libras, ou seja, entre os 88 e os 110 milhões de euros, podendo tornar-se na contratação mais cara da história do #Futebol.

Publicidade

O madeirense também poderia ver com bons olhos este regresso a uma casa onde foi bastante feliz. Há algumas semanas que o avançado vem dando sinais de alguma saturação do Real Madrid. As dores que tem sentido no joelho têm afectado as prestações em campo, o que se reflecte na forma como o público se tem tornado também mais frio com CR7. Por outro lado, o melhor jogador do mundo sente que deixou de ter o apoio do presidente do clube, que estará mais interessado em melhorar a imagem de Gareth Bale no Santiago Bernabéu (outro dos motivos do descontentamento do português)  do que em ajudar o homem que nos últimos anos tem levado a equipa às costas.

Aliás, nos corredores de Chamartín há muito corre o rumor do interesse de Florentino Pérez em transferir Cristiano Ronaldo, considerando que o jogador já passou o pico da sua carreira desportiva e que a sua venda representaria uma excelente operação económica, através da qual poderia financiar outros reforços que considera centrais para o futuro do Real.

Publicidade

E, também, para colocar Bale como a grande bandeira do seu projecto.

De Gea em sentido contrário

Se Ronaldo pode ir de Madrid para Manchester, o guarda-redes David de Gea pode ir de Old Trafford para o Bernabéu. Jorge Mendes, que também representa o jovem espanhol, deu a entender que o jogador tem vindo a adiar deliberadamente a renovação com o United, que o transformaria no guardião mais bem pago do mundo, com um salário anual de quase nove milhões de euros. O motivo desse atraso, segundo o jornal espanhol La Razón, é o desejo do jogador de não fechar as portas ao Real. De Gea conhece a instável posição de Iker Casillas e sabe que os merengues estariam à procura de um novo dona para a baliza em caso de saída do capitão.