A derrota do Paris Saint-Germain (3-2) em Bordéus fez Zlatan Ibrahimovic perder a calma. Apesar de ter marcado dois golos, o polémico avançado sueco, que recentemente foi notícia por uma campanha de solidariedade, saiu do encontro a reclamar muito do trabalho do árbitro Lionel Jaffredo. Em imagens captadas pelo Canal + ouve-se o número 10 dos parisienses a gritar: "Jogo #Futebol há 15 anos e nunca vi um árbitro assim tão mau. Nós não somos amadores!". No caminho para os balneários, Ibra disse bem alto que "França é um país de m...." e que "este país não merece o PSG", o que gerou polémica instantânea, chegando rapidamente ao poder político.

Primeiro foi o ministro do Desporto francês, Patrick Kanner, quem exigiu, no Twitter, que o sueco se retratasse e pedisse desculpas pelas suas palavras.

Publicidade
Publicidade

Pouco depois, a líder do partido de extrema-direita Frente Nacional, Marine Le Pen, aproveitou as palavras de Zlatan Ibrahimovic para o convidar a sair do país: "São comentários insultuosos. Quem considera que França é um país de m.... pode sair", referiu. Entretanto, a estrela do Paris Saint-Germain veio esclarecer a situação e explicar o que quis dizer. "Tenho de pedir desculpa às pessoas que se sentiram ofendidas. Quero deixar claro que as minhas declarações não eram dirigidas nem à França, nem aos franceses. Estava a falar de futebol. Perdi o jogo e aceito a derrota, mas não posso aceitar que o árbitro não cumpra os regulamentos", afirmou.

Na ressaca da histórica vitória na eliminatória da Liga dos Campeões, frente ao Chelsea de Mourinho, a equipa do Paris Saint-Germain mostrou-se cansada e cedeu perante o Bordéus.

Publicidade

Mesmo com a derrota e a confusão que depois se gerou, a formação de Paris acabou por não sair totalmente insatisfeita desta jornada da Ligue 1, já que o líder Lyon empatou a zero na casa do Marselha, formação que vem atrás do PSG na classificação, numa partida que também ficou marcada por decisões da arbitragem. Assim, Ibrahimovic e companhia estão apenas a dois pontos do primeiro classificado e seguem vivos na luta pelo tricampeonato.