O atleta português que representa as cores do Sport Lisboa e Benfica, Nelson Évora, sagrou-se este sábado, dia 7, campeão europeu de triplo salto, no Campeonato Europeu de #Atletismo de pista coberta que está a decorrer até domingo em Praga, na República Checa. O resultado fixou-se nos 17,21 metros, alcançado à sexta tentativa, e que representa também a melhor marca europeia do ano.

Aos 30 anos, o antigo campeão olímpico e também do mundo, conseguiu assim a primeira medalha para a delegação portuguesa, que se faz representar apenas por sete elementos. Depois dos dois primeiros saltos nulos, Évora conquistou, ao terceiro ensaio, a marca de 16,98 metros, que quase o fizeram cair perante os 17,04 metros do espanhol Pablo Torrijos.

Publicidade
Publicidade

Contudo, o português voltou a destacar-se ao conseguir a fabulosa marca de 17,21 metros. Nelson Évora, que chegou a este Campeonato Europeu de Atletismo apontado como um dos favoritos à vitória saltou, durante a fase de qualificação, 16,61 metros sendo esta a terceira melhor marca da qualificação, tendo sido ultrapassado apenas pelo romeno Marian Oprea, com mais duas décimas, e pelo russo Dmitriy Sorokin com 16,76 metros.

Depois das graves lesões na tíbia da perna direita contraídas em Janeiro de 2012, e que o impediram de participar nos Jogos Olímpicos de Londres, bem como em todas as outras provas que se foram seguindo, este agora é o regresso às vitórias do campeão português. De recordar que Évora não ganhava uma medalha desde 2009, altura em que ficou em segundo lugar no Campeonato do Mundo.

Publicidade

Porém, em 2007 sagrou-se Campeão do Mundo em Osaka e em 2008 campeão olímpico, durante os Jogos Olímpicos de Pequim.

Relativamente ao triplo salto, também a atleta do Sporting Clube de Portugal, Patrícia Mamona, conseguiu hoje o apuramento para a final desta modalidade, depois de alcançar a marca de 14,26 metros. À sua frente ficou apenas Hanna Knyazyeva, a israelita que com os seus 14,40 metros conseguiu um novo recorde nacional. Também portuguesa, a atleta Susana Costa acabou por ser eliminada ao não conseguir alcançar uma posição que a permitisse ser repescada.