É quase certa a visita dos New York Cosmos a Havana no início de Junho, altura em que deve defrontar a selecção nacional de Cuba. Esta pode ser a primeira vez em 16 anos que uma equipa profissional norte-americana visita o território cubano, e surge no seguimento da reaproximação diplomática dos dois países. Apesar de não ser oficial, a notícia terá começado a circular em diversos websites cubanos e o New York Times desta segunda-feira reporta que a equipa, que compete na North American Soccer League, deve visitar a capital cubana no dia 2 de Junho.

O clube nova-iorquino ainda não confirmou a visita à capital cubana, mas esta deve mesmo acontecer durante a pausa no calendário do segundo escalão do #Futebol profissional norte-americano. A reportagem do New York Times diz que a selecção cubana deverá estar na máxima força, na preparação para a Gold Cup, competição máxima de selecções da CONCACAF, confederação que engloba as nações da América do Norte, América Central e Caraíbas.

Em Cuba, o desporto-rei é o basebol, mas o New York Times refere que o futebol começa a ganhar cada vez mais popularidade no país agora governado por Raúl Castro. A equipa do Cosmos, onde em tempos jogaram nomes como Pelé e Franz Beckenbauer, é vista por Cuba como uma "marca de sucesso", com um plantel heterogéneo que conta com representantes de vários países do Centro e do Sul da América e com jogadores como Raúl González (histórico n.º 7 do Real Madrid) e Marcos Senna, ambos campeões europeus pela Espanha em 2008.

Mais um passo para o fim do embargo

Este pode ser um jogo histórico, uma vez que é mais um passo dado para o reatar das relações diplomáticas entre os EUA e Cuba. Em Dezembro do ano passado, o presidente Barack Obama anunciou que as ligações diplomáticas entre os dois países começavam a ser restabelecidas, no seguimento de negociações secretas que decorreram durante vários meses. Obama anunciou ainda as primeiras medidas para o fim de um embargo económico que dura há quase 60 anos e, mais recentemente, representantes dos dois países reuniram-se para discutir a reabertura das respectivas embaixadas.

Havana pode agora receber novamente uma equipa profissional dos EUA, o que não acontecia desde Março de 1999, quando os Baltimore Orioles (actualmente Minnesota Twins) bateram a selecção cubana de basebol por 3-2 em plena capital do regime comunista de Fidel Castro. Antes da escalada de tensão entre os dois países, era normal as equipas do basebol realizarem digressões, estágios e jogos de exibição em território cubano, onde a modalidade é o desporto mais representativo.

Depois do anúncio de Obama, a ESPN reportou que os Boston Red Sox tentaram ser a primeira equipa a visitar Cuba mas, ao contrário do que era esperado, o basebol foi ultrapassado pelo futebol.