Nos Estados Unidos da América, os rumores dizem que os responsáveis da NBA já se encontram à procura da sua próxima marca de equipamentos. Apesar de o contrato com a Adidas só acabar em 2017 e de ser esperado um grande esforço da empresa alemã para revalidar o acordo, há quem diga que este vai inevitavelmente mudar de mãos. Nike ou Under Armour, uma destas marcas deve ter a oportunidade de vestir todas as equipas do maior campeonato de #Basquetebol do mundo.

O contrato que a NBA assinou com a Adidas em 2006, no valor de 400 milhões de dólares, foi um movimento importantíssimo para a marca alemã, que assim conseguiu ir combatendo a aliança Nike-Michael Jordan e impôs a sua presença no continente norte-americano.

Publicidade
Publicidade

Na NBA, e ao contrário do que acontece por exemplo no futebol, onde cada equipa negoceia os seus patrocinadores individualmente , o contrato assinado com a Liga é comum a todas as 30 equipas da NBA.

É por isso esperado que a Adidas redobre esforços para manter este precioso acordo, que acaba em 2017. No entanto, já circulam rumores de que a NBA quer mudar a marca dos seus equipamentos, sendo que a escolha dos seus responsáveis deve recair entre duas empresas norte-americanas.

A Nike, que já patrocina grande parte dos jogadores da NBA, está naturalmente interessada no negócio, ainda para mais quando este representa a oportunidade de praticamente "expulsar" um grande concorrente do país. Depois de ter destronado a Reebok (subsidiária da Adidas) como fornecedor de equipamentos da NFL (liga de futebol americano), tudo indica que a Nike vai atacar a NBA com grandes números e alguns analistas já dão como garantido que será a empresa sedeada em Oregon a vencer esta corrida.

Publicidade

No entanto, a Under Armour também deve entrar na luta. Em contínua expansão, a empresa de Baltimore (que até já está presente no futebol europeu) vê no basquetebol uma hipótese de ganhar mais visibilidade internacional. A Under Armour entrou em força no mercado da NBA, vencendo até a Nike na disputa pelos contratos com duas das maiores estrelas da actualidade: Kevin Durant (Oklahoma City Thunder) e Stephen Curry (Golden State Warriors). #Negócios