Os campeões em título da NBA, os San Antonio Spurs (41 vitórias e 25 derrotas), perderam na última madrugada, dia 17, frente à equipa com o pior recorde na liga, os New York Knicks (14 vitórias e 53 derrotas). No Madison Square Garden, mítica arena que esta temporada tem oferecido poucas dificuldades às equipas visitantes, o jovem técnico Derek Fisher deu a volta ao veterano Greg Popovich, com os Knicks a arrancarem o triunfo (104-100) no prolongamento.

Greg Popovich, sempre um dos mais controversos nas análises às partidas, não poupou críticas à sua equipa. "Nós não respeitámos nem o jogo nem o nosso adversário. Foi uma performance patética e espero que todos os nossos jogadores se sintam envergonhados.

Publicidade
Publicidade

Não é devido à ideia de que era suposto termos vencido este encontro, é mesmo pela forma como jogámos". A formação de San Antonio chegou mesmo a estar a vencer por 13 no quarto e último período, mas os Knicks sobreviveram e conseguiram resolver no tempo-extra. Aliás, a formação de Nova Iorque é, atingida a marca dos 60 ou mais jogos da época regular da NBA, a primeira com uma percentagem de vitórias inferior a 20, a conseguir bater o pé à equipa campeã.

"Eu tiro o chapéu ao Derek Fisher. Tem sido um ano muito difícil e a forma como ele tem conseguido lidar com tudo é impressionante. Ele, bem como os seus técnicos-adjuntos, merecem todo o crédito. E os jogadores também foram fantásticos. Jogaram melhor #Basquetebol do que nós", continuou Popovich.

Nesta fase da época, e especialmente na Conferência Oeste, qualquer jogo pode ser decisivo.

Publicidade

Os Spurs, mais ou menos tranquilos - atualmente na 7ª posição - procuram alcançar o melhor recorde possível que lhes permita subir na classificação e, pelo menos, garantir uma primeira ronda de Playoff com vantagem. Para tal, precisam de terminar numa das quatro primeiras posições. Algo que tem tanto de provável como de improvável. No Oeste, a diferença entre o 2º classificado, Memphis Grizzlies (47 vitórias e 21 derrotas) e o 7º, os Spurs (41, 25), é curta e recuperável nas cerca de quatro semanas que faltam de prova. O problema é que os Spurs não estão sozinhos nesta lotaria e encontram-se numa batalha a 6 equipas: Memphis (47, 21), Portland (44, 21), Houston (45, 22), LA Clippers (43, 25), Dallas (43, 25) e San Antonio (41, 25).

Resultados da madrugada, 17 de março: Detroit-Memphis (105-95), New York-San Antonio (104-100), Houston-Orlando (107-94), New Orleans-Milwaukee (85-84) e Los Angeles Clippers-Charlotte (99-92).

Ronda de 18 de março: Cleveland-Brooklyn, Philadelphia-Detroit, Miami-Portland, Toronto-Minnesota, Chicago-Indiana, Milwaukee-San Antonio, Oklahoma-Boston, Dallas-Orlando, Sacramento-Los Angeles Clippers, Golden State-Atlanta e Utah-Washington.