Uma portuguesa entrou, no ano passado, para o famoso livro de recordes ao ter conseguido um feito inédito: completou sete ultra maratonas, nos sete continentes, num período de sete semanas. Agora volta a ter uma página no Guiness ao conseguir algo ainda mais inacreditável: completou sete maratonas oficiais, em sete continentes, num período de onze dias. E só não foram sete dias porque houve atrasos num dos voos. Maria da Conceição tem trinta e seis anos, é portuguesa e tem muito para contar.

A história de Maria da Conceição, hospedeira de uma companhia aérea do Dubai, começou quando, há uma década a profissão a levou até Daka, no Bangladesh.

Publicidade
Publicidade

Há dez anos que trabalha nos bairros de lata de Dhaka, a retirar as crianças e as suas famílias destes locais, tentando educá-las e dar-lhes uma melhor qualidade de vida. Decidiu começar a participar em eventos desportivos que fossem reconhecidos a nível global para alertar as pessoas para os problemas destas crianças.

Na altura, decidiu começar a correr contra a pobreza. Já habituada a ajudas humanitárias, criou a fundação Maria Cristina, cujo nome é uma homenagem à mulher que a criou, após a sua mãe ter adoecido. Mária da Conceição tem percorrido o mundo numa luta para dar o que pode a quem tem pouco. Corre pelo futuro das crianças que apoia, que, segundo a mesma, são centenas. No Bangladesh as palavras são de agradecimento.

O recente desafio das sete maratonas, em sete continentes, em onze dias, que poderiam ter sido sete, começou a oito de fevereiro na Austrália, passou pelos Emirados Árabes Unidos, França, Tunísia, Estados Unidos, Chile e Antártida. As participações neste projeto, intitulado 7-7-7, servem para alertar o mundo para as crianças com necessidades urgentes. 

Maria da Conceição não se considera uma corredora mas sim uma mulher determinada. O seu anterior recorde era de quarenta e oito dias e Maria conseguiu reduzir para 11. Quer correr ainda mais, tudo o que puder, de forma a angariar fundos e a ajudar quem precisa. Em 2009 foi considerada a mulher do ano nos Emirados Árabes Unidos.