Michel Preud'Homme, um dos melhores guarda-redes de sempre do Benfica, continua, aos 56 anos, a demonstrar talento no #Futebol, agora na carreira como treinador. O Club Brugge, sua actual equipa, conquistou a Taça da Bélgica, depois de vencer na final o Anderlecht, formação do português Rolando, por 2-1. Curiosamente, o golo da vitória surgiu já nos descontos, na sequência da finalização de Lior Refaelov, pouco depois de Mitrovic ter empatado a partida. Antes, aos doze minutos, Tom de Sutter inaugurara o marcador.

Com este triunfo, o Club Brugge colocou um ponto de final no ciclo sem troféus, que durava desde 2006/2007, época em que venceu a Taça da Bélgica.

Publicidade
Publicidade

"Não éramos forçosamente os melhores hoje, mas ganhámos e talvez não imaginem a que ponto esta vitória é importante", referiu o antigo guarda-redes no final da partida. No campeonato belga, o Clube Brugge é líder à frente de Gent e Anderlecht, e, na Liga Europa, é um dos apurados para os quartos-de-final.

Michel Preud'Homme reforçou, assim, a lista de troféus como treinador, onde sobressai no seu país um campeonato e uma Taça da Bélgica. Na Arábia Saudita, conquistou o campeonato ao serviço do Al-Shabab, e, na Holanda ergueu uma Taça e uma Supertaça locais com as cores do Twente. Com este palmarés como técnico, Preud'Homme já é visto como potencial sucessor de Jorge Jesus por alguns sectores do clube encarnado.

Cinco anos de luxo

Michel Preud'Homme foi autor de exibições notáveis entre 1994 e 1999, período em que os encarnados raramente conseguiram reunir, no plantel, jogadores ao nível do belga e, portanto, nem sempre condizentes com o seu rico historial como clube.

Publicidade

Como consequência, Preud'Homme não festejou mais do que uma vitória na final da Taça de Portugal, em 1995/1996. Na Luz, depois do ponto final na carreira como futebolista, exerceu funções como director para as Relações Internacionais.

Como guarda-redes, venceu também três campeonatos e duas Taças do seu país, sobressaindo, ainda, a Taça das Taças e a Supertaça Europeia. Inesquecíveis foram as exibições no Campeonato do Mundo de 1994, coroadas com a conquista do prémio Lev Yashin. #Benfica