Depois do Barcelona ter sido punido, durante todo o presente ano civil, de contratar jogadores para as suas fileiras devido ao caso da contratação do brasileiro Neymar, sabe-se agora que o responsável pela investigação fiscal, o Dr. José Perals, pretende banir a equipa catalã por um período nunca inferior a dois anos, da Liga Espanhola. Se a acusação de desvios e lavagens de dinheiro, bem como a fuga ao fisco durante toda o processo da transferência se confirme, o Barcelona, como o conhecemos hoje, poderá desaparecer para sempre.

Antes de Neymar rumar para Barcelona, o brasileiro era o grande prodígio do #Futebol mundial, encantando todos os olheiros e somando exibições de classe ao serviço do Santos.

Publicidade
Publicidade

Muitos eram os grandes clubes europeus a pretender os seus serviços e, por conseguinte, dispostos a pagar fortunas para o contratar. Quando, em Julho de 2013, o Barcelona confirmou a chegada do jogador brasileiro, o comunicado oficial do clube adiantou os pormenores do negócio: 57 milhões pagos ao Santos, números confirmados pelo então presidente catalão, Sandro Rosell.

Sabe-se, contudo, desde o início do ano passado, que esse número oficial foi apenas uma parte do negócio da transferência de Neymar, pois muitos outros montantes não foram divulgados. Alegadamente o pai do jogador brasileiro, empresário do mesmo, recebeu cerca de 40 milhões de euros para financiar a sua empresa, ascendendo desta forma o volume da transferência para uns exorbitantes 97 milhões de euros. Depois de divulgadas estas informações confidenciais, Sandro Rosell demitiu-se automaticamente do cargo de presidente do clube e o Barcelona ficou proibido de contratar jogadores profissionais até ao final de 2015.

Publicidade

Se toda esta polémica já prejudicou imenso o clube catalão, as consequências da lavagem de dinheiro protagonizadas por este poderão levar ao início do fim do clube centenário. Neste momento, segundo o jornal Mundo Deportivo, está em cima da mesa uma proposta para banir o Barcelona de competir no campeonato espanhol por um período de dois anos. A publicação também avança que o Dr. José Perals enviou um mandato de prisão ao ex-presidente Sandro Rosell e ao actual mandatário do clube, Josel Bartolomeu. A Justiça Espanhola pretende ser exemplar e rigorosa caso se confirme todas estas irregularidades, e o desfecho pode ser dramático para milhões de fãs do Barcelona.