Muito provavelmente, quando ler estas linhas, já terá visto a grande penalidade que o jogador do Benfica, Romário Baldé, falhou na passada terça-feira, dia 17, no jogo dos quartos-de-final da UEFA Youth League contra o Shakhtar Donetsk. A Liga dos Campeões para juniores nem é das competições mais mediáticas, mas nas últimas horas tem-no sido, muito graças à desastrada tentativa do avançado "encarnado" de fazer um penálti "à Panenka". Para quem não sabe o que é, trata-se de uma forma de converter o castigo máximo através de um remate devagar, levando a bola a fazer um arco e entrar no meio da baliza, à medida que o guarda-redes, desamparado, se atira para um dos lados.

Publicidade
Publicidade

Pelo menos, seria assim no cenário ideal. Mas não foi isso que aconteceu ao jovem atacante.

Romário rematou a bola tão devagar que deu tempo ao guarda-redes ucraniano para se levantar e apanhar tranquilamente a bola, antes de esta cruzar a linha de golo. O controverso jogador ficou desconsolado, não conseguiu fazer mais nada bem durante o jogo e foi substituído. O Benfica concedeu o empate e acabou por perder… nas grandes penalidades. O público não gostou e brindou o avançado com palavras nada agradáveis (atitude reprovável, uma vez que se trata de um jovem de apenas 18 anos). Mas quem não perdoou mesmo o atleta foi a internet e os meios de comunicação internacional.

Em Inglaterra, o The Guardian foi o mais benevolente. "Romário Baldé desolado após uma embaraçosa tentativa falhada de penálti à Panenka", titulou o jornal.

Publicidade

O Metro foi mais duro: "Romário Baldé faz o pior Panenka de sempre, é substituído e vê a equipa perder - nos penáltis". O The Telegraph descreveu-o como "o pior penálti à Panenka de todos os tempos" e disse que Pirlo deveria ter marcado assim o penálti contra a Inglaterra no Euro 2012. "Será este penálti à Panenka do jovem jogador do Benfica Romário Baldé o pior de sempre?", questionou o Daily Mail. "O guarda-redes teve tempo suficiente para se atirar para o lado errado e voltar a defender o remate", ilustrou o periódico.

O resto da Europa também se riu à custa do azar alheio. Em Espanha, jornais como a Marca ou o Mundo Deportivo referiram-se ao penálti como "o pior Panenka da história". O mesmo aconteceu com meios de referência italianos (Tuttosport), franceses (20 Minutes), holandeses (De Telegraaf) e em sites belgas ou romenos. O feito ultrapassou mesmo as barreiras da Europa e chegou à Nova Zelândia, graças ao New Zealand Herald, a África, via Afrik Foot e aos Estados Unidos. Do outro lado do Atlântico, o falhanço foi notícia, por exemplo, na Fox Sports, na Fusion (canal de televisão para público hispânico) ou no Bleacher Report. #Futebol