Nem teve tempo para festejar. É pelo menos assim que rezam as crónicas de quem estava na tribuna presidencial do novo Estádio do Marítimo. No momento do golo de Adrien Silva, que garantiu o triunfo do Sporting no Funchal, os adeptos maritimistas viraram o seu descontentamento para o líder dos verde e brancos. Valeu a Bruno de Carvalho a pronta intervenção dos seguranças que o ladeavam, caso contrário a situação podia ter sido pior. O presidente do emblema leonino nem terá festejado de forma efusiva o tento da sua equipa.

A improvisada zona reservada às entidades no novo, mas ainda em obras, Estádio do Marítimo deixou a "nu" que ainda há muito a fazer naquele recinto.

Publicidade
Publicidade

Numa, como disse, improvisada tribuna presidencial estavam os presidentes dos clubes que se enfrentaram neste domingo, entre outras pessoas. O instante mais quente do jogo acabou por coincidir no momento em que o #Sporting passou para a frente do marcador, com os adeptos afectos ao Marítimo a virarem as suas frustrações da partida contra a figura do líder dos verde e brancos, começando, literalmente, a galgar cadeiras na direcção de Bruno de Carvalho. Terá valido ao líder máximo leonino a presença de seguranças que habitualmente o acompanham e que estavam bem perto de si. O facto de estarem "descaracterizados" facilitou o rápido sanar de uma situação que poderia até ter atingido contornos mais graves

Apesar de nem ter festejado de forma efusiva o golo de Adrien Silva, como o faz por exemplo, quando está no banco de suplentes, Bruno de Carvalho terá apanhado um valente susto quando viu uma parte da massa adepta maritimista subir pela bancada na sua direcção.

Publicidade

Recordamos que o líder leonino está a cumprir castigo imposto pela Liga de Clubes, que o impossibilita de marcar presença junto ao relvado, tal como tem por hábito fazer. No entanto, e apesar dos vários momentos mais exaltados que se viveram nas bancadas do antigo Estádio dos Barreiros, e agora denominado Estádio do Marítimo, Bruno de Carvalho, e a restante comitiva do Sporting, abandonaram as instalações daquele recinto sem qualquer registo de problemas de segurança. Não passou de um susto para o líder leonino que acabou por sair da Madeira com os três pontos no bolso. #Futebol