Cheirava a final antecipada. Às três da manhã, hora de Portugal Continental, os olhos estavam postos no court de Indian Wells, onde Serena Williams, nº 1 do ranking WTA, e Simona Halep, nº 3 do ranking, discutiam um lugar na final do torneio. Só que não houve jogo, aquele que os críticos de ténis consideraram a final antecipada. A norte-americana nem pegou na raquete e informou a organização de que o joelho direito não a permitia competir.

A notícia foi dada após o jogo da outra meia-final, entre a sérvia Jelena Jankovic e a alemã Sabine Lisicki. Williams foi despedir-se do público garantindo que está "ansiosa" para voltar no próximo ano.

Publicidade
Publicidade

O público aplaudiu, Serena ficou emocionada e sentiu necessidade de explicar o que aconteceu: "há alguns dias, durante o treino, senti uma dor forte no joelho. Aguentei, lutei, fiz de tudo para continuar mas, hoje tive dificuldades em caminhar". A equipa de reabilitação física que acompanha Serena Williams achou ser mais prudente a tenista sair da competição. Assim sendo, a romena Simona Halep ganhou um passaporte para a final, onde vai encontrar a sérvia Jankovic, que bateu Lisicki por 2-1, com os parciais de 6/3 e 6/1, depois de ter começado a partida a perder pelo parcial de 6/3.

Serena regressou a Indian Wells 14 anos depois

A chegada de Serena Williams a Indian Wells foi um momento de reconciliação com o público. Há 14 anos, a tenista norte-americana viveu um momento semelhante mas foi ela quem beneficiou da desistência da própria irmã.

Publicidade

Venus Williams não discutiu a meia-final com Serena reclamando uma tendinite no joelho direito. Serena passou directamente à final e venceu a belga Kim Clijsters. O problema foi que o público na altura assobiou a vencedora do torneio após o final. O treinador de Serena entendeu aquele momento como sendo um "ataque racista" e, até este ano, Serena Williams nunca mais participou.

O ponto final no diferendo com o torneio foi decidido "há quatro meses e foi genial", escreveu Serena Williams no Instagram. "Nunca sonhei que poderia fazer isso. Mas não teria conseguido sem os meus fãs. Obrigada a todos". A tenista vai assistir na bancada à final entre Simona Halep e Jelena Jankovic, marcada para domingo, às 16h nos relógios de Portugal Continental.