Em jogo amigável disputado no Estádio Municipal da Marinha Grande, a #Selecção portuguesa de #Futebol de sub-21 empatou a zero com a Dinamarca. Num jogo que se insere na preparação para o Euro 2015 da categoria, que se disputa em Junho, os portugueses foram superiores, especialmente na primeira parte (quando desperdiçaram uma grande penalidade), mas não demonstraram a eficácia necessária para conseguir traduzir essa diferença no marcador. O seleccionador Rui Jorge fez alinhar de início José Sá na baliza, Ricardo Pereira (que desta vez alinhou como lateral direito), Paulo Oliveira, Tiago Ilori, Rafa Soares, Rúben Neves, Sérgio Oliveira, Bernardo Silva, Rony Lopes, Ivan Cavaleiro e Gonçalo Paciência.

Com mais bola desde o apito inicial, a selecção fez um bom primeiro tempo, embora sem resultados práticos.

Publicidade
Publicidade

Apesar da postura mais calculista dos dinamarqueses, o que resultou num jogo nem sempre bem disputado, o conjunto português conseguiu fazer valer a sua maior capacidade técnica e foi a equipa que esteve mais perto do golo nos primeiros 45 minutos. Sérgio Oliveira deu o primeiro aviso aos 10 minutos, com um remate de fora da área que passou perto do poste. Numa altura de maior ascendente, a selecção ia criando várias oportunidades mas não conseguia acertar na baliza dos nórdicos. A Dinamarca ameaçou apenas através de um remate de Falk, a que José Sá se opôs eficazmente.

Aos 37 minutos, Gonçalo Paciência conseguiu desequilibrar Sorensen à entrada da área, e o defesa acabou por tocar com a mão na bola. O árbitro assinalou grande penalidade e, na conversão do castigo máximo, Busk Jensen conseguiu parar o remate (algo denunciado) do capitão Sérgio Oliveira.

Publicidade

Os portugueses ainda conseguiram algumas iniciativas atacantes mas o intervalo chegou com um empate que se aceitava, mesmo que Portugal só se pudesse queixar de si próprio para não estar a vencer.

Para o segundo tempo, Rui Jorge colocou em campo o lateral João Cancelo (para a esquerda) e os extremos Bruma e Ricardo. Os primeiros quinze minutos resultaram num jogo muito disputado a meio campo, até que Gonçalo Paciência se conseguiu libertar da confusão na área e atirou para um grande defesa (com o pé) do guardião dinamarquês. Depois, já com Tozé e Rafa Silva em campo, o jogo entrou numa toada pouco objectiva, com ambas as balizas longe do perigo.

Com uma partida cada vez mais morna, com sucessivas substituições, a Dinamarca voltou a incomodar aos 79 minutos numa bola parada, mas José Sá resolveu a dois tempos. Apesar de continuar a ter mais posse de bola, Portugal não mais conseguiu levar perigo à baliza dinamarquesa. A selecção sub-21 volta a entrar em campo na próxima terça-feira (31), para novo jogo de preparação frente à República Checa, em Praga.

Publicidade

Ficha de jogo:

Portugal 0 - 0 Dinamarca

Estádio Municipal da Marinha Grande

Portugal: José Sá; Ricardo, P. Oliveira, T. Ilori, Rafa Soares (J. Cancelo), Rúben Neves, S. Oliveira (C) (Tozé), B. Silva (Carlos Mané), Rony Lopes (Horta), Ivan Cavaleiro (Bruma) e G. Paciência (Rafa Silva)

Seleccionador: Rui Jorge

Dinamarca: Busk Jensen, Scholz (Laursen), Vestergaard, Sorensen (Banggard), Silva, Norgaard (Lucas Andersen), Y. Poulsen (Amankwaa), Toutouh, Falk (N.Poulsen), Thomsen e Cornelius (Berggreen)

Seleccionador: Jess Thorup

Árbitro: Ricardo Baixinho