Foi tenso o regresso a casa do Real Madrid depois de perder em Barcelona por 2-1. Depois da viagem desde a Catalunha até à capital espanhola, o actual campeão da Europa tinha à sua espera no centro de estágios de Valdebebas alguns adeptos que queriam explicações para os recentes maus resultados dos Merengues. Esta recepção chegou a ter mesmo momentos quentes com os aficionados a insultar e a pontapear os carros de alguns jogadores. Sérgio Ramos e Jesé pararam os veículos para "enfrentarem" a fúria dos adeptos.

O plantel e equipa técnica do Real Madrid deparou-se na última madrugada com um regresso no mínimo complicado depois da derrota em pleno Camp Nou.

Publicidade
Publicidade

Num resultado que deixa os Blancos a já quatros pontos do líder Barcelona, à espera dos pupilos de Carlo Ancelotti estavam alguns adeptos que não esconderam o seu desagrado com os maus resultados. "Acampados" à porta da Cidade Desportiva de Vadebebas, alguns membros da "afición" foram insultando os jogadores assim que estes iam saindo nos seus carros. Os ânimos exaltaram-se quando dois adeptos chegaram mesmo a pontapear o veículo de Gareth Bale. Num momento que foi gravado pela tv AS, esta foi apenas a primeira de outras situações mais quentes.

A saída de Jesé foi também tensa. O avançado parou mesmo o carro e baixou o vidro para falar com os adeptos. Descontentes com as exibições do jovem atacante, os aficionados criticaram o espanhol que arrancou antes que a situação fugisse de controlo.

Publicidade

Quem também parou o carro foi Sérgio Ramos, um dos capitães, que questionou mesmo os adeptos sobre o pontapé no carro de Bale e os insultos a todos os jogadores. "Qual é o vosso problema? Acham que é essa atitude que vai resolver os problemas?", perguntou o defesa central.

Derrota em Barcelona pode ter hipotecado título espanhol

O desaire por 2-1 em Camp Nou deixou o Real Madrid a quatro pontos do líder. Depois de ter perdido nas últimas jornadas uma vantagem que chegou a ser confortável para o rival da Catalunha, a verdade é que agora a situação é completamente contrária. A entrar na recta final da temporada, a vida está cada vez mais difícil para Ronaldo e companhia. #Futebol