O interesse do Arsenal na contratação de Gonçalo Guedes tornou-se insistente, pelo que o Benfica, para evitar correr o risco de perder o promissor jogador por uma verba residual ou a custo zero, decidiu avançar para a renovação de contrato até 2021. A cláusula de rescisão, avaliada em 60 milhões de euros, salvaguarda melhor os interesses desportivos e, sobretudo, financeiros do clube da Luz.

A vontade dos "gunners" em garantir o "novo" Ronaldo existe há, pelo menos, um ano. Os 60 milhões de euros dificultam este negócio, mas não o tornam impossível, considerando que, em 2013/2014, o Arsenal pagou por Ozil 50 milhões de euros.

Publicidade
Publicidade

Contudo, o facto de o jogador ser, agora, representado por Jorge Mendes pode abrir-lhe outras perspectivas, potencialmente mais interessantes, como Chelsea ou Real Madrid, clubes com boas relações, não só com o superempresário, como com o #Benfica. Por outro lado, Bayern Munique, Borussia Dortmund, Manchester United, outro "velho" conhecido de Mendes, e AC Milan são equipas já associadas a Gonçalo Guedes.

Destinos cruzados

Gonçalo Guedes, de apenas 18 anos, está, agora, ligado ao Benfica até 2021, mas, dificilmente, continuará na Luz tanto tempo, sobretudo se continuar a evoluir a um ritmo notável como tem acontecido até ao momento. Curiosamente, a possível transferência no final da primeira época de estreia na equipa principal do Benfica reforça a comparação com Ronaldo. CR7 representou o Sporting, depois de ter sido promovido em 2002/2003, e, no final da temporada, assinou contrato com o Manchester United, numa operação liderada por Jorge Mendes.

Publicidade

Titular no Benfica B

O jovem avançado foi titular e cumpriu os 90 minutos no Benfica B diante do Chaves, num encontro a contar para a II Liga, nesta sexta-feira, que terminou empatado a dois golos. Siaka Bamba e Patrão colocaram os transmontanos a ganhar por 2-0, aos 21 e 26 minutos, mas os encarnados reagiram, através dos remates certeiros de Lindelof e Mukhtar, aos 37 e 67 minutos. Raphael Guzzo, emprestado pelo Benfica ao Chaves, podia ter desfeito a igualdade, na marcação de uma grande penalidade, mas não conseguiu "enganar" Bruno Varela. #Futebol