Anderson Talisca procura impor-se, novamente, no #Benfica, mas as lesões insistem em persegui-lo, como se verificou no encontro com o Nacional, onde os encarnados ganharam por 3-1, e, por isso, está afastado do jogo com a Académica, a contar para a I Liga, neste sábado.

Os problemas físicos têm sido uma dor de cabeça nos últimos tempos. Pouco antes do final de Março, Talisca brilhou ao marcar ante o Paraguai (4x1) um dos golos da selecção Olímpica do Brasil, quando estava em campo há apenas cinco minutos, mas criou pânico dentro e fora das quatro linhas, devido à queda que o deixou a sangrar na boca e no nariz. Diagnosticou-se, já no hospital, uma concussão cerebral que, no entanto, não o impediu de estar presente no empate sem golos diante do México, onde ostentou o estatuto de capitão do seu país.

Publicidade
Publicidade

Além das lesões, o provável cansaço de uma época longa e a ascensão de Pizzi impedem, também, que Talisca demonstre o melhor ritmo, que o tornou na grande revelação do Benfica, sobretudo na primeira parte da actual temporada, não só pelas exibições, como pelos golos concretizados. O brasileiro marcou, a 22 de Setembro do ano passado, três tentos na goleada por 5-0 aplicada ao Vitória de Setúbal, e, diante do Monaco, a 4 de Novembro de 2014, marcou no triunfo por 1-0, concluindo um ciclo em que marcou nove golos, em dez jogos disputados. Notável, considerando que, apesar das características ofensivas, não é um ponta-de-lança.

FC Porto no horizonte

Contudo, a actual lesão num dedo da mão não é grave, perspectivando-se que possa estar disponível para regressar no encontro do Benfica com o Belenenses, a 19 deste mês.

Publicidade

Mais importante, para a estratégia de Jesus, é, uma semana mais tarde, que seja opção para o FC Porto, clássico que pode ser influente na luta pelo título de campeão nacional. O duelo pelo título resume-se a águias e dragões, sendo que a equipa de Lisboa tem vantagem de três pontos na classificação da I Liga.

Contratado por 4 milhões

Anderson Talisca, de 20 anos, chegou esta época ao Benfica, proveniente do Bahia, depois de ter assinado um contrato válido por cinco temporadas, numa operação que ficou avaliada em 4 milhões de euros. #Futebol