O #Benfica venceu ontem o Nacional da Madeira por 3-1 e manterá pelo menos a vantagem de três pontos frente ao F.C. Porto que só joga na segunda-feira frente ao Estoril. O Benfica mostra uma nota artística nos jogos em casa diferente da que quando joga fora onde parece uma equipa nervosa e que não consegue impor o seu jogo. Certo é também que a derrota em Vila do Conde não contou com Gaitán e no jogo de ontem com o Nacional viu-se a importância que o Argentino tem na manobra da equipa do Benfica.

O Benfica fez um jogo irrepreensível sem dar qualquer hipótese à equipa do Nacional que só nos últimos 15 minutos de jogo começou a aparecer.

Publicidade
Publicidade

Gaitán deu o mote aos seis minutos com um remate perigoso à malha lateral e com uma assistência aos 12 minutos para um cabeceamento de Jonas que obrigou Gottardi a grande defesa. O perigo foi-se sucedendo para a baliza do Nacional e aos 21 minutos apareceu o primeiro golo com Gaitán a ganhar a bola e Salvio a fazer uma excelente assistência para o primeiro de Jonas. Nove minutos depois, Gaitán abre novamente o livre e assiste Lima que só teve que empurrar para a baliza de Gottardi. O Benfica continuou ao ataque e Jonas teve novamente oportunidade para marcar mas cabeceou para as mãos do guarda-redes do Nacional.

Na segunda parte o Benfica entrou novamente ao ataque e Eliseu logo aos três minutos obrigou Gottardi a aplicar-se mais uma vez. O perigo foi-se sucedendo até Jonas "aquecer" mais uma vez o pé e fazer um grande golo de fora da área e o seu segundo na partida.

Publicidade

O Nacional reduzi aos 74 minutos por Tiago Rodrigues num excelente remate fora da área e foi nestes últimos 15 minutos que o Nacional apareceu mais, mas o marcador não se alterou mais. O resultado acabou até por ser lisonjeiro para o Nacional dado o número de oportunidades que o Nacional teve.

Ficou mais uma vez provado que Gaitán e Jonas em boa forma são fundamentais na equipa do Benfica mas têm um apoio fundamental de mais elementos da equipa tais como Maxi, Salvio, Pizzi, Samaris e o capitão Luisão que ontem não jogou devido a castigo. Apesar do Benfica ter tremido mais nos jogos fora de portas, viu-se nas derrotas em Paços de Ferreira e Vila do Conde a falta que fez a magia de Gaitán. Possivelmente os resultados poderiam ter sido diferentes. #Futebol