Um dos grandes jogos destes quartos-de-final da Champions League é sem dúvida o Barcelona-Paris Saint Germain. O título "começam-se a habituar um ao outro" reflecte exactamente o facto dos dois clubes irem realizar o seu quinto e sexto jogo respectivamente (referente às duas mãos desta fase) num espaço de pouco mais de um ano e por ser a terceira vez que estas equipas se defrontam nos quartos-de final da Champions League! Na época passada, o confronto nos quartos-de-final terminou com dois empates, 2-2 no jogo que se realizou em Paris e 1-1 no jogo em Barcelona. Com a vantagem dos golos marcados fora, o Barcelona acabou por passar às meias-finais.

Publicidade
Publicidade

Já esta época, as equipas defrontaram-se na fase de grupos e o Barcelona acabou por ser mais uma vez feliz. Apesar de ter perdido o primeiro jogo no Parque dos Príncipes por 3-2, acabou por vencer em sua casa por 3-1 garantindo assim o primeiro lugar do Grupo F ultrapassando os Franceses na última jornada. Agora que se vão defrontar novamente nos quartos-de-final da mais importante prova de clubes, o PSG espera que desta vez a sorte lhe sorria, tal como aconteceu na Champions League de 1995 onde o conjunto Francês eliminou os Catalães. No primeiro jogo realizado em Camp Nou registou-se um empate 1-1 e na segunda mão em Paris o PSG garantiu a vitória na eliminatória ao derrotar o Barcelona por 2-1. Os heróis desse jogo foram o Brasileiro Raí e o Francês Vincent Guerín.

Publicidade

As duas equipas ainda se defrontaram em 1997 na final da já extinta Taça das Taças. O Barcelona foi mais uma vez feliz e venceu por 1-0 com um golo do Brasileiro Ronaldo apontado através da marca de grande penalidade. Nesta equipa do Barcelona o destaque vai também para a titularidade de três jogadores Portugueses: Vítor Baía, Luís Figo e Fernando Couto, que chegou a marcar mas o golo foi anulado pelo árbitro da partida. O treinador do Barcelona era o Inglês Bobby Robson e ao seu lado como treinador adjunto estava aquele que se viria a tornar no Special One e num dos melhores treinadores do mundo, José Mourinho. #Futebol