A manhã de domingo de Páscoa foi de goleada das antigas no Santiago Barnabéu. O Real Madrid venceu o Granada por 9-1 e #Cristiano Ronaldo fez, nem mais nem menos que, cinco golos. O atacante luso atingiu de um vez só três recordes, o de oitavo melhor marcador de sempre da Liga espanhola, o que mais hat-tricks apontou, igualando neste caso Lionel Messi, e o do primeiro estrangeiro a fazer cinco golos num só jogo pelo Real Madrid. Com esta Manita, o astro português recuperou também a liderança do Pichichi, tendo agora 36 tiros certeiros, mais 4 que o argentino que ainda vai jogar esta jornada. CR7 precisou de apenas 8 minutos para fazer 3 tentos.

De volta às grandes exibições e aos golos, Cristiano Ronaldo cumpriu e fez cinco tentos contra o Granada, superando desta forma um dos avançados mais letais da história do #Futebol espanhol, Pahiño.

Publicidade
Publicidade

O capitão da Selecção das Quinas ultrapassa o antigo atacante galego na oitava posição do ranking dos goleadores da Liga espanhola, tendo assim 213 tiros certeiros. Recordando que o português leva apenas seis temporadas com as cores do Real Madrid, ganham cada vez mais relevo as marcas superadas todos os anos pelo camisola 7. Com 3 golos em somente 8 minutos (entre os 30' e os 38' da primeira parte), Ronaldo é já o estrangeiro da história do campeonato que precisou de menos tempo para apontar um hat-trick. Já na história dos Merengues, desde 1992 que ninguém marcava 3 golos num tão curto espaço de tempo. Na altura a proeza tinha pertencido a Fernando Hierro que precisou de 6 minutos para marcar por 3 vezes.

Com 24 hat-tricks iguala Messi

Com os cinco golos de hoje (a primeira vez na carreira) Cristiano Ronaldo apanhou Lionel Messi na liderança dos jogadores que mais hat-tricks apontaram em toda a história da La Liga.

Publicidade

No total são 24 as vezes que CR7 fez pelo menos 3 golos num só jogo. Com estes 5 tentos, o avançado português também recuperou o primeiro lugar na lista dos melhores marcadores (Pichichi) tendo agora 36 golos, mais quatro que Messi, que pode equilibrar as contas esta tarde frente ao Celta de Vigo.