Simone Origone conseguiu bater o recorde mundial de velocidade na neve, ao atingir os 252,632 km/h. O momento, que aconteceu esta sexta-feira, dia 3, em Vars, nos Alpes Franceses, ficou registado no livro dos recordes. Os dois recordes anteriores já eram da autoria de Simone Origone, mas para o italiano esses não foram suficientes. Com 35 anos de idade, o atleta quis marcar a história do esqui de velocidade e, pela terceira vez, ultrapassou o seu próprio recorde. A última marca era de 252,454 km/h. A diferença não é muita mas a adrenalina e a velocidade são realmente impressionantes. Mesmo assim, devido às condições atmosféricas, o italiano viu-se obrigado a reduzir em 25 metros a pista.

Publicidade
Publicidade

Simone Origone é considerado o homem mais rápido não motorizado em terra, e este título já vem desde 2006, tendo vindo a manter o recorde de velocidade nesta modalidade desportiva. A sua carreira já conta com cinco títulos de campeão mundial e ganhou o Campeonato do Mundo oito vezes. A sua performance em cima dos esquis é incrível. Sempre que é questionado relativamente ao risco deste desporto, em que compete já há alguns anos, Simone desvaloriza indicando que com medo ninguém supera barreiras nem ganha nada. A sua força mental e a capacidade de superar o medo faz dele um atleta muito especial. Não podemos deixar de realçar que Origone anda a mais de 200Km/h em cima de um esqui.

O italiano já nos habitou à velocidade em cima dos esquis em montanhas íngremes, como as dos alpes franceses, chegando a ser assustador verificar que apenas está em cima de um esqui com pouco mais de 20cm de espessura e sem qualquer tipo de proteção, contado apenas com o equilíbrio do corpo.

Publicidade

A vida de Simone Origone sempre foi ligada a este desporto. Começou a esquiar quando tinha 3 anos, com o seu pai que era instrutor de esqui alpino. Rapidamente se tornou elemento do clube de esqui Val d'Ayas e a partir dai nunca mais parou. Atualmente é o atleta mais conceituado deste desporto de risco, a velocidade em cima de um esqui é altamente perigosa, mas isso não demove Simone Origone na busca de novos recordes e títulos. O italiano já afirmou que quer chegar à barreira dos 260Km/h e que é nisso que se foca para as próximas investidas.